A partir de segunda, São Carlos terá mais restrições no setor comercial

São Carlos: novo momento

O Governo do Estado atualizou na  última quarta-feira (10/06) as fases do Plano SP para todas as regiões do estado. A maioria dos municípios que estavam na Fase 3, chamada de amarela, caso de São Carlos, agora passar a ter mais restrições, sendo classificada na Fase 2, ou seja, de controle, com eventuais liberações.

De acordo com o governador essa medida foi necessária devido aos novos índices de avanço do coronavírus, elevando o alerta em praticamente todo o interior paulista. Desde abril, as projeções do Estado já apontavam que a contaminação estava mais acelerada no interior do que na capital. Com os últimos dados do Plano SP, o Estado decidiu ampliar restrições a atividades econômicas não essenciais em cinco regiões. Araraquara, São Carlos e Bauru voltaram da fase 3 (amarela) para a 2 (laranja), enquanto que as áreas de Ribeirão Preto, Barretos e Presidente Prudente voltaram à etapa 1 (vermelha) de máxima restrição.

Na média estadual dos últimos sete dias, houve redução na taxa de ocupação de leitos de terapia intensiva para COVID-19 de 72,6% para 69,1%, além de aumento na média de vagas por cem mil habitantes de 15,4 para 18,1. No mesmo período, o total de casos e mortes teve quedas reduzidas, de 1% e 3% respectivamente, mas as internações pela doença subiram 7%.

A Fase 2 (laranja) não permite funcionamento de bares, restaurantes e similares com atendimento presencial (somente delivery ou drive thru), salões de beleza ou academias. Indústria e construção civil continuam com funcionamento normal em todo o estado. O comércio em geral poderá continuar funcionando, porém não mais com capacidade de 40% e sim de 20%, o horário de funcionamento passa a ser de 4h seguidas diárias e não mais de 6h como permitia a fase amarela. Os shoppings também devem funcionar com capacidade limitada (20%), com horário reduzido (4h seguidas), com proibição de praças de alimentação.

As normas sanitárias são as mesmas para todos os segmentos: disponibilizar higienização para funcionários e consumidores com álcool gel 70% em pontos estratégicos; os funcionários devem utilizar máscaras durante toda a jornada de trabalho, assim como os consumidores; o acesso e o número de pessoas nos estabelecimentos devem ser controlados; manter todas as áreas ventiladas; e a fila deve ter distanciamento de 2 metros entre as pessoas.

Segundo o presidente do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus e secretário de Comunicação, Mateus de Aquino, a Prefeitura de São Carlos vai seguir as determinações do Governo do Estado. “Nesta sexta-feira, dia 12, vamos ter uma reunião com os representantes de vários segmentos para ajustar novamente o horário do comércio dentro das 4 horas permitidas e também vamos verificar como fica agora o retorno do funcionalismo público que já estava programado para a próxima semana. A ideia era retornar com atendimento nas repartições por 6 horas seguidas, porém agora vamos nos certificar se outras medidas deverão ser tomadas para esse retorno. Vamos nos adequar as normas locais de quarentena ao novo painel do Plano São Paulo”, garante o presidente do Comitê.

A nova classificação anunciada entra em vigor a partir da próxima segunda-feira, dia 15 de junho. O Plano São Paulo completo pode ser acessado na página do Governo pelo link: https://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/planosp.