Airton diz que São Carlos não é uma ilha e não está livre da contaminação pela COVID-19

São Carlos não pode descuidar do distanciamento social

Por Airton Garcia, Prefeito de São Carlos

Olha, São Carlos não é uma ilha.

Pelo contrário, está no coração do estado, na região central de SP. Por aqui passa gente de tudo quanto é lugar. Isso move a nossa economia e é, neste momento, justamente um dos maiores motivos pelos quais mais devemos resguardar a população são-carlense.

Hoje está correndo um artigo que diz que o interior do estado de São Paulo pode sofrer um efeito cascata de contaminação de COVID-19 justamente porque algumas cidades de grande circulação estão relaxando a quarentena e fazendo concessões. E que alguns municípios menorzinhos têm uma falsa sensação de segurança de que estão isolados da pandemia, por isso não precisariam de quarentena. A matéria é um alerta para todo o interior do estado de São Paulo.

Como o nome de São Carlos não foi citado, tem gente achando que estamos fora de perigo.
Sabe por que São Carlos não foi citado? Porque o poder público está empenhado em fazer tudo certo, em seguir as recomendações dos cientistas e dos médicos. Porque São Carlos, já sabendo que aqui circulam visitantes, estudantes e trabalhadores de outras cidades também, se antecipou a muitos municípios e até ao estado nos seus decretos e determinações.

Três cidades citadas no artigo são muito próximas de nós, num raio de cento e poucos quilômetros de distância. Se elas são potenciais centros de contaminação, inclusive de suas cidades vizinhas, aí é que temos mesmo que reforçar nossos cuidados.

Sempre lembrando que nossa rede de saúde atende a mais 5 municípios além do nosso, especialmente no tocante a hospitais e atendimento referenciado. Não somos uma ilha, por isso cada indivíduo precisa adotar o máximo de distanciamento social possível neste momento. Porque este vírus não se importa com barreiras geográficas, ele só se importa em se espalhar.

 

Abaixo a reportagem para a qual o prefeito fez referência: