Airton Garcia assina ordem de serviço para a construção do Piscinão da Travessa 8

Muller e Airton assinaram ordem de serviço

O prefeito Airton Garcia e o secretário de Obras Públicas, João Muller, assinaram na manhã desta quarta-feira (01/12), no Paço Municipal, a assinatura da ordem de serviço para o início da construção de um reservatório de amortecimento de cheias, também conhecido como piscinão, e do sistema de microdrenagem de águas pluviais na rua Itália (Travessa 8), na Vila Prado.


A obra foi licitada e o investimento será de R$ 2.593.807,19 com recursos do próprio município, valor da menor proposta apresentada pela empresa HT Construções, vencedora da Tomada de Preços Nº 22/2021 – Processo nº17757/2021.
O piscinão da Travessa 8 vai ter 222 metros de comprimento, 45 metros de largura e 4,2 metros de profundidade. A capacidade de retenção vai chegar a 45.000 m3 de águas pluviais.


O secretário de Obras Públicas, João Muller, disse que o local acumula boa parte da água da Vila Prado e da Vila Pelicano. Parte dessa água cai em forma de cachoeira pelo paredão da rua Joaquim de Evangelista de Toledo e pelo pontilhão da Travessa 8. “O projeto prevê que o piscinão acumule o excesso da água da chuva captada nesses locais, evitando que chegue no bairro Lagoa Serena, aliviando também, o volume de água no centro da cidade por meio do córrego do Simeão”, explica o secretário.


Para o presidente da Câmara Municipal, Roselei Françoso, hoje foi dado um grande passo no combate às enchentes. “Todos os vereadores participam ativamente para resolver a questão dos alagamentos e das enchentes. Sabemos que essa é mais uma obra para ajudar no enfrentamento às enchentes porque precisamos de muitas outras ao longo dos córregos do Gregório e do Mineirinho, por isso vamos continuar ajudando seja buscando recursos com deputados, com nossas próprias emendas parlamentares ou com a devolução do duodécimo. O importante que no próximo ano já teremos resultados”, frisou o presidente da Câmara.


Já Mariel Olmo, secretário de Serviços Públicos, avalia que é uma importante conquista para São Carlos. “Todas as obras que a Prefeitura está fazendo vai amenizar as consequências das enchentes, inclusive a pavimentação e drenagem do Parque São José, uma vez que vamos interligar um emissário de águas pluviais do Cruzeiro do Sul para o piscinão da CDHU”, ressalta Olmo.


O prefeito Airton Garcia primeiro agradeceu o apoio do promotor de Justiça, Flávio Okamoto. “O promotor nos ajudou nas negociações com a União para liberação da área onde será construído o piscinão. A nossa intenção é diminuir os impactos das enchentes, para isso estamos trabalhando, seja com recursos próprios, com assinatura de TAC para que a iniciativa privada ajude, seja com recursos externos, o importante é começar as obras, que não são poucas, mas vamos fazendo”, disse o prefeito, agradecendo a colaboração de todos.
Também participaram da assinatura da Ordem de Serviço os vereadores Elton Carvalho, Dé Alvim, Malabim e Sérgio Rocha, a vice-presidente da Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC), Ivone Zanquim, o diretor da Defesa Civil, Pedro Caballero, os secretários de Governo, Edson Fermiano, de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Wilson Jorge Marques, o presidente da Prohab Walcinyr Bragatto e o chefe de gabinete da Prefeitura, José Pires (Carneirinho).

CDHU – O piscinão da CDHU está sendo finalizado. Das 6 escadas hidráulicas, chamadas também de dissipadores de energias para conter as águas, 2 entram em operação nos próximos dias. As outras 4 escadas estão vinculadas a obra da RUMO que vai fazer a duplicação da passagem sobre a linha na Vila Morumbi, na região da CDHU, com a construção de passarela para pedestres com três rotatórias. O piscinão da CDHU é um investimento de R$ 1.231.076,00 que deve diminuir 15% o volume de água que chega na região da baixada do mercado.