Airton inaugura casa de apoio para mulheres em situação vulnerabilidade social

Inauguração importante para as mulheres

O prefeito Airton Garcia juntamente com a secretária de Cidadania e Assistência Social, Vanessa Soriano, inaugurou nesta sexta-feira (18/03), mais um serviço de atendimento às mulheres. Trata-se da Casa de Apoio Feminino.


O novo espaço disponibilizado sinaliza um reordenamento e aprimoramento no acolhimento provisório no município. A Casa de Apoio Feminino proporciona um serviço de acolhimento diferenciado para mulheres a partir dos 18 em situação de rua, com vulnerabilidade social e ameaça de violência, atendendo também os filhos.


O atendimento é referenciado, ou seja, as mulheres que procuram o Centro POP (Centro de Referência para População em Situação de Rua), a Casa de Passagem (Albergue), CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), Guarda Municipal e Delegacia da Mulher, podem ser encaminhadas para o local. Uma equipe multidisciplinar vai acompanhar cada caso.


“O acolhimento é provisório para mulheres adultas em situação de vulnerabilidade social, de desabrigo, abandono, com ou sem trajetória de rua. A casa possui três dormitórios grandes e a nossa capacidade inicial é para 9 pessoas. Neste primeiro dia de funcionamento já recebemos uma mulher com dois filhos”, explicou a secretária Vanessa Soriano, agradecendo o apoio do vereador André Rebello que destinou emenda parlamentar no valor de R$ 170 mil para o projeto.


A secretária de Cidadania e Assistência Social ressaltou, ainda, que esse serviço não substitui a Casa Abrigo “Terezinha Gravelina Lemes” que oferta acolhimento para mulheres em situação de violência com risco de morte. “A Casa de Apoio também não substitui o acesso por demanda espontânea, o que já é ofertado na Casa de Passagem “Reynaldo Bertolino Neto” e não é uma comunidade terapêutica, portanto não será local de acolhimento para mulheres em uso abusivo de substâncias”.


Para a delegada de Defesa da Mulher, Denise Gobbi Szakal, a Casa vai ser muito importante para tentar evitar a violência. “Vamos ter um grande auxílio para as mulheres que precisam do primeiro atendimento. A passagem por esse serviço pode evitar a violência”, afirma a delegada.


“O nosso trabalho está sendo o de construir uma rede completa para acolher mulheres e crianças em diferentes níveis de vulnerabilidade. Esta Casa é mais um equipamento desta rede e vai fazer a diferença para salvar muitas vidas”, afirmou o prefeito Airton Garcia.


O endereço da Casa de Apoio Feminino não é divulgado por questão de segurança das abrigadas.