Amigos aglomerando: churrasco, piscina e o perigo da COVID-19

 

Andando pelas redes sociais neste final de semana vi vários amigos do meu convívio, alguns bem próximos, em festas, churrascos, piscinas com pessoas que não lhes são próximas, o que me fez presumir que estão participando de alguma confraternização de três ou quatro dias fruto do feriado prolongado de 7 de Setembro. Será que se vacinaram e eu não estou sabendo?

Nada mais normal, você aluga uma chácara, leva carne, carvão, cerveja e está feita a festa e um fim de semana feliz, certo? Errado, afinal de contas estamos no meio de uma pandemia que já matou somente em SP 31 mil pessoas, em São Carlos são 40 mortes e no Brasil quase 130 mil óbitos. Novamente temos que dizer: ainda não há tratamento para o Coronavírus, quem desenvolve os sintomas com gravidade pode parar numa UTI com ventilação mecânica e ainda correr o risco de não ter anestésico na hora de intubação, ou seja, a pessoa pode ficar um tempão com os tubos no corpo e ainda correr o risco de ter sequelas da doença, isso se o pior (que é morrer!) não acontecer.

Mas as pessoas não estão nem aí para a tragédia do cotidiano, até festa à fantasia acabou barrada em São Carlos neste final de semana. Vejam vocês, festa com fantasias em plena pandemia. Será que alguém foi fantasiado de Coronavírus? Ou então de leito de UTI? Ou então de cloroquina? Já que esse pessoal deve achar que esse medicamento inútil para a COVID cura alguma coisa, não é?

Está faltando bom senso de maneira geral para o são-carlense e o brasileiro. As praias estavam entupidas e é claro que ali tínhamos pessoas assintomáticas com o vírus passando de um para o outro e essas mesmas pessoas vão repassar essa desgraceira toda para um idoso, para um diabético, para um hipertenso, para uma pessoa que tem problemas cardíacos e mais óbitos serão registrados no Brasil, o país dos moralistas que querem crucificar um justo aborto feito numa menina de apenas dez anos que foi estuprada de maneira torpe por um bandido, mas que não demonstram qualquer sintoma de indignação quando o congresso perdoa uma dívida bilionária de igrejas. Veja bem, igreja não deveria se meter em política, aqui fica um adendo: não vote em candidato que usa a fé para tentar lhe convencer, o estado é laico, não deve estar ligado à religião nenhuma!

Voltando à COVID-19, São Carlos passou o final de semana no Caveirão do Covidão, pois muita gente apertou o botão do f….e simplesmente resolveu aglomerar, mas eles se esqueceram que a rede pública não tem capacidade para atender todas essas pessoas caso elas adoeçam? Ou depois vão ficar chorando e reclamando por aí que não houve atendimento?

Uma das palavras que vai acabar com a pandemia é a conscientização, o bom senso, quando as pessoas colocarem a mão na cabeça, elas verão que estamos colocando a perder um momento em que a pandemia parecia dar sinais de arrefecer no Brasil. A plêiade de malucos resolveu sair da toca e assim fizemos um fim de semana prolongado alegre e feliz, bem feliz para o vírus da COVID-19 que deve ter passeado bastante por São Carlos e pelo Brasil.

Como diz aquela música do É o Tchan: “Depois de 9 meses você vê o resultado!”, mas neste caso é depois de 15 dias nós veremos o resultado. Espero que não seja uma tragédia.

Renato Chimirri

Imagem de Republica por Pixabay