“As pessoas estão passando fome em São Carlos, como aceitamos uma situação dessa?”, questiona jovem

A fome é um flagelo da atualidade

O número de pessoas que está trabalhando em situação precária no Brasil, em SP e em São Carlos é grande e com a pandemia isso se agravou. No dia de ontem, 5, o jovem de São Carlos, Roberti Rafael, desabafou nas redes sociais sobre a crueldade dos tempos em que vivemos. “Esse país é muito cruel! Um pai de família desesperado até beijou a minha mão por ter parado pra ouvir o desabafo dele”, contou.

Segundo o rapaz, a situação do homem é uma das milhares de histórias recheadas de tristeza que a pandemia e a precarização das condições de vida em São Carlos impõem às famílias. “Ele disse que não sabia o que fazer para levar comida pros filhos dele, porque até isso estavam negando para ele na rua, e que o carrinho de papelão dele tinha quebrado e não tinha dinheiro para arrumar, para garantir um sustento”, revelou.

Indignado com a situação, ele questionou: “Como aceitamos uma sociedade dessa? Onde alguns tem demais, uns lucram com a morte do outro e a grande maioria não tem o mínimo para sobreviver?  E até você que se acha melhor que todo mundo está ai fazendo malabarismo para colocar comida em casa e pagar as contas pra sobreviver. Na moral, quem acha que essa situação está boa? É muito triste o que essa país virou, principalmente graças a pessoas com fanatismos políticos que esquecem que esses caras são funcionários do povo e tem a obrigação de oferecer o mínimo de dignidade a todos”, concluiu.

Imagem de Brigitte makes custom works from your photos, thanks a lot por Pixabay