Através do Tik Tok, escolas de São Carlos vão à terceira Fase do Desafio “VEM PRA USP – Movimento na Rede”

Sebastião participa do desafio

Escolas estaduais de sete cidades da região de São Carlos participam do projeto piloto do desafio “VEM PRA USP – Movimento na Rede”, em parceria com a Universidade de São Paulo (USP). Dividido em três fases, o programa educacional promove uma competição lúdica entre os alunos das escolas através da rede social “Tik Tok”. 

Focado em se aproximar da realidade da geração dos estudantes, o projeto tem como objetivo propor desafios digitais, que além do valor educacional, trabalham as competências necessárias para o acesso ao ensino superior – importante passo na vida do aluno. 

Provas 

Para o desafio em São Carlos, os participantes foram divididos em equipes de acordo com ano/série. Na primeira fase, alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio se empenharam nas produções de vídeos. Ao todo, foram 254 equipes. Esta fase foi concluída no dia 20 de agosto com a divulgação dos vencedores na página do Facebook da Diretoria de Ensino, no endereço: https://www.facebook.com/gremioestudantildersaocarlos 

Já na segunda e na terceira fase, apenas os estudantes do Ensino Médio participam. A segunda etapa aconteceu entre 23 de agosto a 29 de setembro, e a terceira está em andamento desde 30 de setembro, com encerramento previsto para 10 de dezembro. Os vídeos são publicados em uma conta criada pela escola no “Tik Tok”. 

A diretora da EE Sebastião de Oliveira Rocha, São Carlos, Lucinei Tavoni Bueno, avalia de forma positiva todo o trabalho feito pelos alunos. “É algo inédito e consistente, mesmo com as dificuldades que temos. Este produto [vídeo] coroou todo um projeto desenvolvido pelos alunos”, comenta. À frente de uma das escolas pioneiras no ensino remoto na região, a diretora reforça a importância da participação e do engajamento dos alunos com o projeto. “Nossa escola é participativa em diversos projetos, a gente se envolve muito. Essas iniciativas dão aos alunos a oportunidade de mostrar as potencialidades de cada um, aproximando-os do seu projeto de vida. Queremos ver os alunos vencerem”, diz Lucinei. 

Gustavo Ferragini Batista, 15 anos, aluno da 1ª série do EM, em sua primeira participação pela EE Sebastião, explica que para ele o Vem Pra USP é importante no sentido de estimular o desenvolvimento criativo e artístico dos alunos, bem como o conhecimento histórico esportivo do país, que no caso da competição é o futebol. 

“Posso afirmar que isso me transformou como pessoa, ao me conectar com novos conhecimentos e experiências”, comenta Gustavo. O aluno possui grandes expectativas na vitória, mas elenca que já reconhece a equipe como vencedora pela sua participação. “Não pela etapa que chegamos com muita dedicação, mas além disso. É pela nossa coragem de empreender as nossas habilidades ao participarmos dessa importante competição que valoriza o estudante e une a comunidade, ressalta o estudante” 

Avaliação e premiações 

Uma comissão avaliadora analisará os conteúdos a partir dos seguintes critérios: criatividade; conteúdo/abordagem do tema; compreensão e características técnicas. Na fase três, é considerado também o relatório de produção do conteúdo. A comissão atribuirá uma nota de 0 a 10 pontos, com peso de 70%. Para compor a nota final, entra o engajamento do vídeo, ou seja, visualizações e curtidas, com peso de 30%. 

Em andamento desde 18 de junho, o desafio “VEM PRA USP – Movimento na Rede” termina no dia 10 dezembro e os prêmios a serem distribuídos entre as equipes vencedoras são camisetas, medalhas, visita ao estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) e participação no Giro Cultural da USP.