Aumentam os números de casos confirmados de dengue em São Carlos

Aedes passeando pela cidade

Segundo a reportagem apurou, São Carlos já registra 23 casos de Dengue em 2019 e tem atualmente 224 notificações da doença. Nessa semana, eram 19 casos.

A Prefeitura está realizando vistoria de rotina nos imóveis, bloqueio-controle de criadouros em situações de casos suspeitos de Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela, bloqueio de nebulização em casos confirmados, vistoria e pesquisa larvária em imóveis especiais e pontos estratégicos.

Além disso, está convocando a população para o combate a doença. A circulação do sorotipo DENV-2 (vírus da Dengue) no estado de São Paulo colocou a Prefeitura de São Carlos em alerta. A maioria da população não é imune a esse vírus e a cidade pode registrar um aumento expressivo no número de casos graves.

Pessoas infectadas por sorotipos diferentes em um período de seis meses a três anos podem ter uma evolução para formas mais grave da doença.

Desde 2016, apenas o sorotipo 1 da Dengue circulava nos municípios paulistas. O sorotipo 2 foi detectado em 19 municípios: Andradina, Araraquara, Barretos, Bauru, Bebedouro, Catanduva, Espírito Santo do Pinhal, Indiaporã, Ipiguá, Itajobi, Mirassol, Pereira Barreto, Piracicaba, Pirangi, Ribeirão Preto, Santo Antônio de Posse, São José do Rio Preto, Uchoa e Vista Alegre do Alto.

A proximidade geográfica e o intenso trânsito entre alguns municípios como Ribeirão Preto, Araraquara e Piracicaba podem significar o avanço de casos na cidade.

A eliminação dos criadouros é a principal ação de combate ao Aedes aegypti. Quando o foco do mosquito é detectado e não pode ser eliminado pelos moradores, como em terrenos baldios ou lixos acumulados na rua, a Secretaria Municipal de Saúde deve ser acionada para remover os possíveis focos/criadouros.

Em caso de dúvidas ou outras informações, a Vigilância Epidemiológica deve ser acionada pelo telefone 3307-7405.