Calor infernal tem prejudicado o sono do são-carlense

Janaína Oliveira tem 32 anos e trabalha com projetos especiais. Conversando com o São Carlos em Rede ela contou que tem passado por problemas para dormir durante estes últimos 15 dias devido ao calor infernal que tem feito na cidade. “Não está dando para dormir, é muito quente durante o período noturno, um calor que eu nunca vi em São Carlos”, conta.

Ela mora no Centro, perto da escola Paulino Carlos, e disse que a sensação parece sufocante. “A gente liga o ventilador, mas a sensação é horrível, o ar sai quente do aparelho, nem um banho tem resolvido a questão, realmente a onda de calor deste ano está me impressionando”, disse.

Ela explicou que deverá investir em um ar condicionado em breve. “Acho que será a única saída, porque só assim para dormir em paz, mas com isso a conta de energia vai para as alturas”, projeta.

O comerciante Antonio Carlos, 49 anos, foi outro que explicou ter dificuldades para descansar nesses dias. Dono de uma loja na área comercial ele falou que começa o dia cansado. “Ah, você não dorme daquele jeito que é o normal, pelo menos eu sinto que não, acordo várias vezes, estou suado, e no outro dia venho trabalhar com sono, com a sensação de que não estou descansado para enfrentar a jornada”, ressalta.

Questionado sobre a compra de um ar condicionado, Antonio Carlos salientou que sofre de rinite alérgica e disse temer que o uso do aparelho agrave o problema. “Estou pensando em consultar um médico e ver isso,  porque precisamos de um pouco de conforto para dormir, de noite chega em 23 ou 24°C de temperatura mínima e isso é muito calor, durante o dia sensação térmica de 37, 38, as chuvas ameaçam, mas não vem como a gente espera”, diz.

O trabalhador Fabio Henrique explicou que quando tem algum turno para fazer a mais em sua empresa e que precisa dormir durante o dia é um suplício. “Quem dorme com esse calor? De dia? Não consegue, você sai com a roupa toda molhada, toma dois ou três banhos, o sono está prejudicado”, demais.

Para piorar, o são-carlense não deverá ter refresco nessa semana. O calor deverá permanecer o mesmo por pelo menos mais uns 10 a 15 dias. Ou seja, mais noites quentes e dias escaldantes estão por vir.

Confira algumas dicas para dormir, segundo o Instituto do Sono:

1 – Cuide da temperatura do ambiente

Comece preparando o local onde você vai dormir. A ideia aqui é diminuir a temperatura do ambiente, se no local existir um aparelho de ar-condicionado, basta ligá-lo.

Mas, fique atento ao grau do conforto térmico. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomenda, pela Resolução nº 9 que a faixa de operação das temperaturas de Bulbo Seco dos aparelhos de ar-condicionado, nas condições internas para verão, deva variar de 23°C a 26°C. Isso ajudará na proteção da sua saúde.

Se você não tiver um aparelho de ar-condicionado, pode optar pelo uso de um ventilador – nunca ligado em direção direta ao corpo. Para potencializar o efeito, a dica é colocar uma tigela com cubos de gelo em frente ao aparelho.

Ponto de atenção: não se esqueça de observar a umidade do ar do ambiente que irá dormir. Em períodos de intenso calor, o ar costuma ficar bem seco, o que pode trazer muitos prejuízos, não só ao sono, mas à saúde como um todo. Coloque toalhas molhadas, recipientes com água ou vaporizadores no cômodo.

2 – Escolha roupas leves

Existem muitas pessoas que são adeptas a dormirem sem roupa. Se esse não é o seu caso, preste bem atenção ao tipo de pijama que vai escolher, isso faz toda a diferença para dormir melhor no calor.

Dê preferência para os tecidos de algodão, que ajudam a absorver melhor o calor e facilitam a respiração corporal. Essa sugestão vale também para as escolhas das roupas de cama, como lençóis e fronhas.

3 – Escolha alimentos leves e saudáveis

A forma como nos alimentamos impacta diretamente a qualidade do nosso sono. Dê preferência sempre para alimentos leves e de fácil digestão. Dessa forma, o organismo não será sobrecarregado no processo digestivo, o que demanda muita energia e, consequentemente, geração de calor.

Se possível, evite comer pelo menos 2 horas antes de se deitar. E à noite, opte sempre por alimentos de fácil digestão para o jantar.

4 – Beba água fria

Beber água fria ajuda a dormir melhor no calor, pois a ingestão ajuda a diminuir a temperatura corporal gradativamente, trazendo sensação de frescor e diminuindo a sensação de quentura.

É fundamental não esquecer de se hidratar também ao longo do dia. Já que em períodos de elevadas temperaturas, nossos organismos transpiram mais e corremos o risco de desidratação.

E para evitar que isso ocorra, você pode variar a água natural, substituindo por água de coco, sucos de frutas, chás (de preferência os que não possuam estimulantes – como o verde e preto), entre outras bebidas.

5 – Tome banho antes de dormir

Um bom banho, além de ser um processo de higiene, ajuda a diminuir a temperatura corporal e consequentemente, a sentir menos calor antes de pegar no sono. O ideal é deixar o chuveiro em uma temperatura morna. Com certeza, você se sentirá mais relaxado e conseguirá ter uma boa noite de sono.

Seguindo essas dicas será muito mais fácil driblar as noites quentes e conseguir dormir melhor no verão!