China registra 29 novos casos importados e dois de contágio local

A China registrou hoje (3) 29 novos casos de infeção pelo novo coronavírus procedentes do exterior e dois de contágio local, no momento em que tenta regressar à normalidade ao mesmo tempo que previne novo surto.

A Comissão Nacional de Saúde informou que os casos de contágio local foram detectados em Cantão, a capital da província de Guangdong, que faz fronteira com Macau, e na província de Liaoning, Nordeste do país.

Morreram ainda quatro pessoas, devido à infeção pelo novo coronavírus, na cidade chinesa de Wuhan, epicentro da epidemia.

A mesma fonte disse que 12 novos casos suspeitos, procedentes do exterior, estão em observação.

Nas 24 horas até a meia-noite na China, 163 pacientes receberam alta e 50 se recuperaram do estado grave, segundo dados oficiais.

Muitos chineses radicados no exterior estão retornando ao país, à medida que a doença se alastra pelo mundo. A China passou a contar com 870 casos importados.

A partir deste sábado (4), está suspensa temporariamente a entrada de cidadãos estrangeiros, incluindo quem tem visto ou autorização de residência, como medida de prevenção contra a propagação do novo coronavírus.

Números do coronavírus na China

O número total de infectados diagnosticados na China, desde o início da pandemia, é de 81.620 e o número de mortos chegou a 3.322.

Desde o início do surto, em dezembro passado, 710.985 pessoas, em contato próximo com infectados, estiveram sob vigilância médica na China. Entre elas,19.633 permanecem em observação.

A China revelou ainda que detectou 60 novos casos assintomáticos, sete procedentes do exterior. A Comissão Nacional de Saúde só começou na quarta-feira (1º) a divulgar o número de pessoas infectadas, mas que não têm sintomas.

A possibilidade de infectados assintomáticos contagiarem outras pessoas ainda não é consenso entre especialistas, mas as autoridades de saúde indicaram que eles devem passar por uma quarentena de 14 dias em um local designado.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infectou mais de 1 milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 52 mil.

Dos casos de infecção, cerca de 190 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar situação de pandemia.

Por RTP

*Emissora pública de televisão de Portugal