Chocou o mundo: Mãe injetava água sanitária e sabão líquido na filha

Uma mãe admitiu que injetou algumas vezes água sanitária e sabão líquido em sua bebê desde que ela tinha apenas um mês de vida. O caso seu deu em Istambul na Turquia e veio à tona quando a pequena completou 18 meses. A própria mãe confessou à polícia a barbaridade.

A mulher disse para as autoridades que desde que ela tinha um mês de vida  injetava sabão líquido e água sanitária em seus ouvidos, nariz e umbigo até começar a sangrar. O caso teve repercussão em vários órgãos de imprensa do Brasil que publicaram semelhante.

Depois disso, a mãe levava a bebê para o hospital, mas quando voltava para a casa, o procedimento cruel era repetido. A mulher tem 3 filhos e confessou o caso depois que sua filha foi internada no hospital pela terceira vez. Quem a levou ao hospital pela primeira vez foi o pai. Na primeira passagem, os médicos não conseguiram identificar o que ocorreu, mas sua condição piorou aos 9 meses e a bebê foi para a Istanbul University Medicine Faculty Hospital.

A menina foi diagnosticada com fratura no crânio, arranhões e machucados e assim os médicos suspeitaram dos pais e avisaram a polícia. A mãe foi interrogada, mas liberada depois de convencer a polícia.

Contudo, aos 18 meses, a criança foi a outro hospital com saúde crítica e os médicos proibiram a mãe de ter acesso à filha. Neste momento, ela confessou o crime.

A menina melhorou e os médicos aventaram a hipótese de maus tratos. A mulher foi detida e confessou o caso e hoje a criança está com seu pai e com ótimo quadro de saúde.

Com informações do Bebê Mamãe, Revista Crescer (Globo) e Daily Mail.