Com 174 kg, mãe de garotinha de 10 anos pede ajuda para fazer cirurgia bariátrica

Viviane pede ajuda

Aos 36 anos, Viviane Buzzetti, sofre com um problema de saúde que aflige milhões de brasileiros e também outras pessoas ao redor do mundo: a obesidade. Mãe de uma linda garotinha de 10 anos, Viviane está desempregada e a obesidade tem afetado diretamente sua busca por trabalho, assim como sua saúde. “Desde muito nova tive problemas com a obesidade e transtornos alimentares”, diz.

Atualmente, Viviane está com um grau de peso altíssimo e isso lhe acarreta diversas limitações. “Por anos, tentei de todas as formas a perda de peso, mas não obtive sucesso o suficiente para sair da obesidade que hoje está no grau 3”, conta.

Desanimada com a atual condição, a jovem diz que chegou ao limite. “Estou no meu limite, pesando 174 kg e diagnosticada com esteatose hepática severa, hipertensão e diabetes”, ressalta, lembrando que a obesidade pode lhe proporcionar problemas graves nas articulações e ampla dificuldade de locomoção.

Viviane ao longo do tempo chegou a perder empregos por causa de sua condição física, bem como já sofreu preconceito por ser obesa. “Trabalhei muitas vezes como cuidadora de idosos, área da minha formação. Mas somente quem se encontra nessa situação sabe a dificuldade de ser contratada devido aos preconceitos e exclusão por conta do meu peso”, relata.

Por isso, ela precisa urgentemente de uma cirurgia bariátrica para poder emagrecer, melhorar sua qualidade de vida e buscar uma recolocação no mercado profissional. Viviane está na fila do SUS, porém espera pela cirurgia há sete anos e ainda não conseguiu realizar o procedimento. Sendo assim, a solução encontrada foi uma VAKINHA para que ela possa fazer essa intervenção cirúrgica e assim conseguir uma qualidade de vida melhor para sua família.

O sonho de Viviane é continuar cuidando de sua filha. “Minha filha depende exclusivamente de mim, para todos os tipos de cuidados, hoje estou aqui pedindo qualquer tipo de ajuda para poder realizar a cirurgia bariátrica, com a esperança de estar muitos anos com a minha filha e ter uma condição de saúde melhor.  Agradeço a todos, seja financeiramente ou por orações que façam por mim”, finalizou.

PARA AJUDAR A VAKINHA DA VIVIANE CLIQUE NO LINK

Por Renato Chimirri