Com pandemia de Coronavírus, Bispo de São Carlos divulga orientações para a Semana Santa

Na tarde desta quinta-feira, 26, Dom Paulo Cezar Costa, Bispo Diocesano de São Carlos, publicou as orientações para Semana Santa 2020 na Diocese. Os 29 municípios devem continuar tendo missas sem o povo, seguindo as instruções da última carta publicada aos padres da Diocese.

“Este momento está exigindo um novo modo de ser Igreja” – afirmou Dom Paulo. O intuito é que os fieis, neste momento de Pandemia, estejam em união de oração com suas paróquias através de suas casas. Conteúdos religiosos devem ser oferecidos pelos padres através de redes sociais e os fieis motivados a, também, acompanharem através das emissoras católicas de televisão e rádio.

Confira aqui a íntegra da nota

Normas Semana Santa

 

NORMAS PARA A SEMANA SANTA:

São Carlos, 26 de março 2020.

Aos Revmos. Srs. Padres e Diáconos,

Aos Religiosos (as), Consagrados (as),

Seminaristas, Leigos e Leigas

 

Neste ano de 2020, mantendo nossa responsabilidade de Pastor diante do momento em que vivemos, COVID-19, damos indicações para a Celebração da Semana Santa e, especialmente, do Tríduo Pascal.

Relembramos que a celebração anual do Mistério Pascal de Cristo, também celebrado em cada domingo, é o centro do Ano Litúrgico. Por isso, mesmo sem a presença física do povo, pedimos que seja celebrada com dignidade e beleza.

Domingo de Ramos: Aconselha-se que chegando ao altar, faça-se a benção dos ramos e continue a celebração de acordo com a 3ª Fórmula do Missal Romano: “Entrada Simples”. Omita-se a procissão.

Semana Santa: Meditações acerca da Via-Sacra, o Encontro de Maria com Jesus, entre outras expressões próprias deste tempo, sejam realizadas pelas redes sociais. Não havendo, desta forma, presença física de fiéis;

Missa do Crisma: Será celebrada na Catedral de São Carlos, às 10h, sem povo e sem a presença de todo o clero. Apenas com alguns representantes do Governo Diocesano, presidida por Dom Paulo Cezar Costa e concelebrada, também, por Dom Eduardo Malaspina.

TRÍDUO PASCAL

Quinta- Feira Santa: Com a Missa da Instituição da Eucaristia, inicia-se o tríduo Pascal; ela deverá ser celebrada sem Povo; omite-se o lava-pés; ao término da celebração omite-se a procissão de translado, conservando o Santíssimo Sacramento no Sacrário;

Sexta- Feira Santa: Celebre-se a Paixão do Senhor, sem a presença física dos fiéis nas Igrejas. Seja reservado um momento de silêncio para que as pessoas que acompanham pelas redes sociais possam realizar a adoração ao crucificado;

– Sugere-se neste dia fazer meditação das estações da Via Sacra, do Senhor Morto, através das redes sociais;

Sábado Santo: Celebre-se a Vigília Pascal omitindo-se a bênção do fogo novo. Ascende-se o círio, omitindo a procissão, segue-se o precônio pascal e a Liturgia da Palavra, sugerimos que se possa estar atento ao nº 21, p. 279, do Missal Romano, das indicações para a Vigília Pascal; para a Liturgia Batismal apenas se renovem as promessas batismais, em conformidade com o Missal Romano, p. 288, nº 46; segue-se a Liturgia Eucarística;

Páscoa: Celebradas normalmente, seguindo as orientações até aqui já determinadas.

NOTA: Aconselhamos que as Paróquias, que tiverem oportunidade de transmitir estas celebrações, façam pelos meios de comunicação social. As que não puderem, pedimos que possam aconselhar seus fiéis a acompanharem as celebrações que serão transmitidas nas redes católicas de Televisão e Rádio, bem como a de nosso Bispo Diocesano que serão transmitidas pelo Facebook  da Diocese de São Carlos.

Aos fiéis: desejo que mesmo vivendo a quarentena, participem ativamente, de uma forma nova, através dos meios de comunicação social,  de cada Celebração da Semana Santa. Uma semana Maior para nós Cristãos. Desejo que a esperança que brota da morte e ressurreição de Cristo penetre nossas vidas, a vida de nossas famílias e de nossa sociedade.

Assim, aproveito para desejar a cada um de vocês, clero e fiéis da nossa amada Diocese de São Carlos, uma Santa e Feliz Páscoa.

 

Dom Paulo Cezar Costa

Bispo Diocesano de São Carlos