Comerciante acredita na volta ao normal somente depois da vacina contra a COVID-19

Comércio em São Carlos

As ruas tem um volume considerável de pessoas na manhã desta quinta, 6, em São Carlos. Os principais corredores comerciais tem clientes olhando as vitrines, porém as compras ainda não estão nem perto daquilo que se tinha antes da pandemia.

Conversamos com o João Otávio, jovem de 26 anos, que estava no Centro nesta manhã porque buscava manutenção para o celular. “O aparelho caiu no chão e ficou meio maluco, agora me desloquei até aqui para tentar consertar, nem queria vir, mas hoje o celular é imprescindível, não é?”, perguntou.

Ele afirmou que não pretende comprar nada, mas admitiu que estava olhando as mercadorias. “Há tanto tempo que não passava por aqui, que acabei dando uma olhada!”, ressaltou.

Mas os comerciantes estão apreensivos. Um que atendeu nossa reportagem falou que não estamos e não chegaremos nem perto do movimento de antes da pandemia. Ele só vê solução com a vacina. “Meu movimento caiu muito, não vendemos mais como antigamente, antes do vírus e eu sei que só voltaremos a ver uma melhora significativa se as vacinas saírem, do contrário teremos que nos readaptar”, disse.

Segundo o comerciante, pelo menos 99% das pessoas estão de máscara e em sua loja a regra é seguida à risca. “Já tentaram entrar sem máscara, não deixei, expliquei e a pessoa entendeu, o cliente sempre colabora, só temos a agradecer, meu ramo que é de roupas precisa que a cidade se mantenha numa fase onde possamos trabalhar, tenho funcionários e por isso necessitamos trabalhar”, admite.

Entretanto, o empresário que preferiu não se identificar, foi claro ao falar que a recuperação demorará anos. “Tudo o que estamos passando demorará anos em todos os setores para ser recuperado, é um caminho sem volta, e temos pessoas morrendo, tudo isso é muito triste”, ponderou.

Mas ele não perdeu a esperança: “Sou confiante e acredito que teremos a vacina, será uma grande comemoração e um alívio voltar ao normal, que venha logo!”

Fotos: Maurício Duch