Conheça a história do Comendador Alfredo Maffei

Maffei, ao Centro, um homem que contribuiu para o desenvolvimento de São Carlos

Por Cirilo Braga

Completaram-se ontem 54 anos do falecimento, em São Carlos, do Comendador Alfredo Maffei, ocorrido em 10 de outubro de 1967. Uma personalidade simbólica do desenvolvimento e empreendedorismo são-carlense ao longo do século 20. Natural de Lucca, na Itália, filho de Pietro Maffei e Georgina Giometti, Alfredo chegou ao Brasil em 1898, fixando-se em Campinas, onde a família instalou uma olaria e ele cursou o Liceu de Artes e Ofício.

Com a morte de seu pai, transferiu-se para São Carlos vindo trabalhar com seu parente Miguel Giometti, sendo um dos principais responsáveis pelo êxito das Indústrias Giometti. Aqui, constituiu família com a esposa Maria Fabri e se destacou na fundação de empresas obtendo a cidadania brasileira em 1943. “Homem reto e probo, a sua vida foi dedicada à família, ao trabalho e ao desenvolvimento da cidade que adotou como sua terra natal”, atestou o jornalista e escritor Octavio Carlos Damiano em seu livro “Caminhos do Tempo”.

O comendador contribuiu com muitas obras de assistência social e participou da construção da sede social do São Carlos Clube, do Grande Hotel Municipal e da fundação da Delegacia de São Carlos do CIESP (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo). Também exerceu cargos na Santa Casa e na extinta Guarda Mirim. Como reconhecimento à sua fecunda contribuição à cidade, recebeu o título de “Cidadão Honorário de São Carlos” e teve seu nome atribuído a uma importante avenida, construída na gestão de seu filho Mário Maffei como chefe do Executivo Municipal (1973-1977).

Fotos: Alfredo Maffei Neto/Álbum de Família