Conversamos com um são-carlense que não acredita no Coronavírus

O vírus está por aí...

Uma rodinha no Centro de São Carlos. Quatro senhores conversando. Três com máscaras, um sem.  O que estava sem a máscara era falastrão, dominava a conversa, erguia os braços e dizia em alto e bom som: “Essa doença é mentirosa, inventada, fabricada, isso aí não existe, tenho informação que é tudo mentira!”

Sabe quando você olha e vê aqueles senhores, provavelmente aposentados, abanando a cabeça e concordo com o dominante na conversa? Um deles chegou até a tirar a máscara, mas depois voltou a coloca-la. O homem não perdoou o colega: “Ah, pode tirar a máscara, você conhece algum doente? Eu não conheço ninguém que teve essa doença, por isso falo que é mentira mesmo, dominação!”

Por acaso a reportagem estava passando por ali e começou a observar a cena. Num esforço jornalístico entramos no meio da conversa e nos apresentamos. Disse para o senhor que se identificou apenas como “Nelsão” que o COVID-19 era a maior epidemia do século que ao redor do planeta havia matado muita gente e que só vamos sair dessa quando a vacina chegar, mas o Nelsão quase com o dedo na minha cara falou: “Você é só mais um comunista que acredita nesta doença mentirosa, isso tudo é para pessoas ganharem dinheiro, a mamata acabou, no Brasil ninguém vai ganhar!” Hoje o Brasil tem quase 73 mil óbitos e tem gente que não acredita ainda, é mole?

Ele quis falar de corrupção, o lembrei de casos e investigações de ilícitos de vários governos e de vários políticos, mas Nelsão voltou a gritar: “A M-A-M-A-T-A ACABOU!”

Contei a ele sobre meu vizinho, um querido amigo, que faleceu aos 41 anos vítima da COVID-19 deixando esposa e filhinhos, um dos senhores, educadíssimo, ofereceu os sentimentos, mas o Nelsão não perdoou: “Moço, eu duvido, lamento pela morte, mas andam colocando tudo o que ocorre como se fosse a doença!”

Na hora retruquei: “O senhor prova?”

Ele afirmou: “Já vi muitos vídeos no meu celular!”

Nelsão é um daqueles que recebe vídeos, não se sabe de onde, do WhatsApp e fica propagando qualquer coisa que venha por ali, adota um discurso agressivo, anticiência, e afirma que há um projeto de dominação capitaneado por forças ocultas que nem mesmo ele sabe explicar.

Eu contei para os senhores que São Carlos tem quase mil infectados oficiais e pelo menos uns 4 mil que nem foram para a estatística e qual a foi reação do Nelsão? Me chamou de lunático, maluco e comunista (como se me sentisse ofendido com seus xingamentos!)

Nelsão, antes de ir embora, teve tempo de dizer: “Não vou usar máscara, não vou! Não entro em nenhum comércio mais! Quem vai é o meu filho! Minha liberdade ninguém tirará!”

Nelsão foi embora visivelmente irritado com a minha intervenção. Eis um são-carlense que não acredita no Coronavírus.

Uma pena, pois a doença é séria e mata, por sorte e também capacidade dos gloriosos cientistas e também das forças divinas parece que até o final do ano vacinas eficazes nos devolverão a liberdade.

Que Deus nos ajude!

Renato Chimirri

Imagem de mattthewafflecat por Pixabay