Cooperativa Languiru busca aproximação com o mercado chinês

Na manhã dessa sexta-fera (20) o entrevistado foi o Vice-Presidente da Cooperativa Languiru, Renato Kreimeier. Renato esteve na China em busca de aproximação para futuros negócios com os chineses. Resaltando a diferença entre as culturas orientais e ocidentais, Kreimeier comenta sobre quais são as iguarias consumidas pelo povo chinês: “Para o Chinês a iguaria é principalmente o pé do frango e o pescoço. É como picanha pra nós”. Hoje, a totalidade de produtos exportados pela Cooperativa Languiru, é de aproximadamente 75% a 80% de frangos inteiros e 20% a 25% são cortes (partes, miúdos e processados).

Essa viagem para a China, além de retribuir uma visita já feita a Cooperativa Languiru pelos empresários chineses, tem como objeito passar a exportar diretamente para o país. Assim, o produto tem o preço valorizado. “O mercado Chinês é muito interessante, tem um bilhão e meio de pessoas. Dessa forma, entram os nossos frangos e nossos suínos em um mercado que paga melhor pelos nossos produtos. Assim agrega valor ao produto e consequentemente remuneramos melhor os associados, que são os donos da cooperativa.” Afirma Kreimeier.

Atuante nos segmentos de aves, suínos, embutidos, laticínios, rações, varejo e postos de combustíveis, a Languiru está entre as maiores cooperativas de produção do Estado, ocupando o 2º lugar no ranking do Rio Grande do Sul.