Coronavírus: Volkswagen suspende produção em São Carlos e demais fábricas no Brasil

Produção suspensa

Medida ocorrerá por três semanas e visa preservar a saúde de seus empregados

A Volkswagen do Brasil comunica suspensão de atividades de todas as suas unidades no País a partir do dia 23 de março de 2020 por três semanas.

A medida visa preservar a saúde de seus empregados e familiares em decorrência do avanço da COVID-19.

Até o dia 30 de março de 2020, os empregados da área administrativa continuam em trabalho remoto e os empregados da linha de produção em folgas administradas por banco de horas. A partir de 31 de março de 2020, os empregados estarão em férias coletivas por duas semanas. Ambas as medidas são parte das ferramentas de flexibilização previstas em Acordo Coletivo de Trabalho.

 

Sobre a Volkswagen do Brasil

Há 66 anos presente na vida, no coração e na garagem dos brasileiros, a Volkswagen vive um momento único no Brasil. A Nova Volkswagen faz parte de uma estratégia que prevê a maior ofensiva de produtos da marca no País, com 20 lançamentos até 2020, fruto de um investimento de R$ 7 bilhões. A marca detém o maior portfólio de produtos no País e acumula conquistas expressivas: é a maior produtora, com 23 milhões de veículos fabricados, e a maior exportadora da história no Brasil, com quatro milhões de carros embarcados. No Brasil, são 15 mil empregados, atuando em quatro fábricas (São Bernardo do Campo/SP, Taubaté/SP, São José dos Pinhais/PR e São Carlos/SP), um centro de peças em Vinhedo/SP e escritórios regionais com a missão de oferecer a melhor experiência de mobilidade para melhorar a vida das pessoas. A Volkswagen conta com mais de 500 concessionárias em todas as regiões do país.