COVID-19: Centro de Atendimento de Síndrome Gripal começa a funcionar em São Carlos

Centro fica no ginásio Milton Olaio

A Secretaria Municipal de Saúde informa que o Centro de Atendimento e Triagem de Síndrome Gripal, instalado no Ginásio Milton Olaio Filho, inicia o atendimento ao público nesta sexta-feira (6/11). A unidade vai funcionar 24h, com 2 médicos por plantão, 2 enfermeiros e 5 técnicos de enfermagem.


O Centro de Triagem será uma unidade de atendimento exclusiva para pacientes com síndrome gripal e respiratória do SUS (Sistema Único de Saúde), porém não será referenciado, atendendo a demanda espontânea. Amostras para exame do tipo PCR também serão coletadas no local.


A intenção é que esses casos saiam das Unidade de Pronto Atendimento (UPA’s), Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e das Unidades de Saúde da Família (USF’s), centralizando os casos suspeitos em um único lugar.


A estimativa de atendimento é de 150 a 200 por dia. O local também conta com salas de estabilização, porém os casos graves serão encaminhados ou para a Santa Casa ou para o Hospital Universitário (HU).

“Não vamos funcionar como hospital, não teremos leitos de internação, somente de estabilização. O usuário que procurar uma unidade também não deixará de ser atendido, porém vamos indicar que em caso de síndrome gripal a pessoa venha direto para o Milton Olaio Filho”, explica Marcos Palermo, secretário de Saúde.

Questionado se não é tarde para a Secretaria de Saúde instalar esse Centro, já que as estatísticas apontam queda no número mortes no país, Palermo justifica a segunda onda da doença. “Estamos com uma segunda onda da COVID-19 no exterior e no Brasil. A pandemia não acabou”.

Os recursos utilizados para a aquisição de equipamentos, R$ 160 mil, que futuramente serão utilizados na própria rede de saúde, são provenientes de verbas específicas para COVID-19. O custeio da nova unidade está estimado em R$ 330 mil/mês, incluindo todos os serviços terceirizados.