COVID-19 faz mais uma vítima fatal no futebol brasileiro

Renê segurando a prancheta quando trabalhava no Botafogo

Renê Weber morreu nesta quarta-feira (16), no Rio de Janeiro em decorrência da covid-19. Desde o início do mês, ele estava internado na UTI do hospital São Lucas, em Copacabana.


Como jogador, Renê defendeu o Fluminense. Pelo Tricolor carioca, foi tricampeão estadual (1983, 1984 e 1985) e campeão brasileiro em 1984, com 143 jogos e 15 gols. Jogou também pelo Internacional e América (RJ).


Após pendurar as chuteiras, ele foi técnico da Seleção Brasileira Sub-20 e coordenador técnico do São Paulo. O último trabalho de Renê foi na comissão técnica do Botafogo, atuando como auxiliar, ao lado de Paulo Autuori entre fevereiro e outubro de 2020. Em 1995, a dupla também estava no Alvinegro, quando o clube conquistou o título brasileiro. O Botafogo se despediu dele na página oficial do twitter: O Botafogo lamenta profundamente a morte de Renê Weber, ex-auxiliar do clube nesta temporada e campeão brasileiro em 95. Profissional de alto nível, Renê era querido por todos, zelava pela excelência no trabalho e manutenção do bom ambiente. Ele foi mais uma vítima da Covid-19.

Foto: Vitor Silva/Botafogo

Por Juliano Justo – Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional – São Paulo – São Paulo