COVID: Doria prorroga Fase de Transição do Plano SP

Nada muda

A Prefeitura de São Carlos publicou na edição do Diário Oficial do Município do último sábado (19/06) o novo Decreto que dispõe sobre a adoção de novas medidas temporárias de prevenção à disseminação da COVID-19 e este decreto é que deve prevalecer na cidade, pois em coletiva nesta quarta, 23, o governador João Doria informou que a chamada Fase de Transição será prorrogada até 15 de julho. Como o município é soberano, a medida de Doria mantém tudo como está.

Sendo assim, o Decreto Municipal que entrou em vigor na segunda-feira, dia 21 de junho, estabeleceu a redução no horário de atendimento presencial nos mercados, supermercados (varejistas e atacadista), bem como de atividades ligadas ao setor de serviços como restaurantes e similares (lanchonetes, casas de sucos, bares com função de restaurante e lojas de conveniência) passando para às 20h. A capacidade máxima de ocupação nos estabelecimentos liberados é de 40%, podendo diminuir gradativamente. Após as 20h esse segmento somente poderá atender os clientes pelo sistema delivery. Pelo sistema drive-thru está autorizado também até 20h. O toque de recolher será das 20h às 05h.

As academias, salões de beleza, barbearias, atividades culturais, atividades religiosas, parques e clubes poderão trabalhar até às 20h. Farmácias e postos de combustíveis continuam funcionando sem restrição de horário.

“O Comitê se baseou na média móvel que hoje é de 118 novos casos por dia para recomendar as medidas restritivas. A forma gradativa também foi sugerida para que todos entendam que é preciso união neste momento para frearmos a contaminação. Segundo a Secretaria de Saúde a média móvel para que todos sejam atendidos pelo sistema de saúde de forma adequada não deve ultrapassar 90 casos por dia, por isso que se esses números não caírem, a recomendação será de aumento das restrições. A responsabilidade está nas mãos de todos, se conseguirmos cumprir o que determina o Plano SP e as indicações dos Comitês, poderemos avançar nas flexibilizações”, explica Mateus de Aquino, coordenador do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus e secretário de Comunicação.

O prefeito Airton Garcia  solicitou que a Força-tarefa permaneça nas ruas para evitar aglomerações e a realização de festas clandestinas. “Vamos intensificar as operações para evitar aglomerações e também conscientizar a população que a pandemia não acabou e que continua necessário o cumprimento de todos os protocolos sanitários. Lembramos, ainda, que o Decreto Municipal Nº 157/21 que proíbe, de forma temporária, a locação de áreas de lazer e recreação também permanece válido com multa de R$ 10 mil pelo descumprimento. Precisamos da compreensão de todos para que juntos possamos superar a COVID-19”, alerta o secretário de Segurança Pública, Samir Gardini.

Já o secretário de Saúde, Marcos Palermo, reforçou a necessidade de a população continuar usando máscaras, álcool em gel, higienização das mãos, distanciamento social e de não promover aglomerações. “As pessoas não podem achar que já foram vacinadas ou aquelas que já tiveram a doença que não precisam mais seguir os protocolos sanitários, os números nos mostram ao contrário. Não é momento para relaxamento mesmo com a vacinação avançando”, disse o secretário de Saúde, Marcos Palermo, reforçando que o município também está trabalhando para a abertura de mais leitos de UTI e de enfermaria.

O horário das repartições públicas com máximo de 50% dos servidores das 7h30 às 12h30, e 50% das 13h às 18h também permanece.