COVID: Médico faz alerta sobre perigo do avanço da doença no mês de março em São Carlos

Médico durante apresentação na Prefeitura

No dia de ontem, 25, durante sua explanação no Paço Municipal onde ocorria a reunião com a presença da imprensa do Comitê de Combate ao Coronavírus o médico da UNIMED São Carlos, Ivan Linjardi, mostrou os dados que, neste momento, não param de crescer da doença nos atendidos pela cooperativo (por volta de 110 mil vidas em seu território) e fez uma projeção que deve servir de motivo de alerta para todos: “Daqui 15 dias (ou seja em meados de março) teremos problemas graves, hoje não estamos decidindo o que irá acontecer nos próximos dias, mas sim depois disso”.

Responsável ao lado dos seus colegas médicos por um bom trabalho da UNIMED na pandemia, dr. Ivan que é sempre muito cordato e ponderado em suas falas, afirmou aos participantes da audiência que o plano de saúde está se preparando para esse mês de março que será dolorido e difícil, inclusive com o aumento de estrutura em Unidades de Terapia Intensiva, mas novamente ele asseverou que isso tudo não é suficiente e chamou à sociedade para a responsabilidade no combate ao COVID-19. “Todos que estamos aqui, seja de onde formos, de associações, igrejas, da prefeitura, sejamos médicos, da imprensa, temos uma responsabilidade que é a de conscientizar as pessoas sobre o risco das aglomerações, do desrespeito ao distanciamento, devemos lembrar a importância da higienização e do uso de máscaras”, recordou.

O recado de dr. Ivan é claro: se toda sociedade não se envolver, a COVID irá vencer, se todos não se protegerem o sistema de saúde não dará conta, pois o próprio médico explicou uma verdade universal que muitos preferem ignorar. Ele disse que se montarmos uma infinidade de leitos de UTI corremos o risco de não termos profissionais capacitados para trabalhar nestes locais e asseverou um fato acertado: “E improvisar na área de saúde é impossível!”

Dr. Ivan Linjardi tem toda a razão, com a saúde não pode haver improvisação, estamos lidando com a vida humana e ele usou uma frase que tem sido muito falada para descrever o momento pelo qual passamos: “Não podemos chegar ao ponto de escolher quem vai viver ou quem vai morrer!”

Não! Não podemos chegar neste pontos, o próprio inepto Governo Federal, incompetente para comprar vacinas e imunizar a população, que pouco fez pelo isolamento social e demonstra uma incapacidade gritante para gerir essa crise já prevê que março de 2021 será o pior mês da pandemia no Brasil. Portanto, as palavras do médico Ivan Linjardi devem soar como um alerta para que tenhamos mais respeito e solidariedade para com os outros. Respeitemos as regras, nos cuidemos e que possamos exigir a vacina e nos livrar desse peste de uma vez por todas.

Renato Chimirri