CPFL Paulista investiu mais de R$ 133 milhões na região de São Carlos em 2021

Subestação Bela Vista
Maior investimento da história da companhia permitiu a execução de obras de melhoria como a ampliação da capacidade de atendimento de subestações, construção de novas redes de distribuição, e reforço no atendimento ao cliente
São Carlos, 11 de abril de 2022. Em 2021, a CPFL Paulista investiu R$ 133,08 milhões em obras de melhoria, expansão e manutenção de redes de energia e atendimento ao cliente em São Carlos e outras 23 cidades da região. O valor é 111% maior que o aportado em 2020 e marca investimento recorde já feito pela companhia na região.

As ações executadas fazem parte do Plano de Investimentos da CPFL e enfatizam o compromisso da companhia com a garantia de um fornecimento de energia mais robusto e contínuo aos consumidores. O investimento total nos 234 municípios atendidos pela CPFL Paulista foi de R$ 1,27 bilhão no ano passado, uma elevação de 44% na comparação com 2020. 

Até 2026, os aportes devem chegar a R$ 7 bilhões, em toda a CPFL Paulista, em ações de melhoria, modernização e expansão da rede elétrica, ampliando ainda mais o montante. “Os investimentos visam atender ao crescimento das cidades, além de melhorar o serviço para os clientes que já atendemos. Em toda a sua área de concessão, a CPFL Paulista aumentou os investimentos em 2021 e, com isso, fizemos a maior modernização da rede elétrica da história em um ano”, comenta Roberto Sartori, presidente da CPFL Paulista. 

Apenas na cidade de São Carlos, a companhia investiu R$ 41 milhões durante o ano passado, sendo R$ 8,9 milhões em atendimento ao cliente e crescimento do mercado, R$ 4 milhões em manutenção e melhoria do sistema elétrico e outros R$ 28,5 milhões foram destinados a projetos especiais de modernização da rede.  Confira os investimentos de alguns municípios na região:

Investimentos

Entre as obras em destaque está a ampliação da subestação Bethânia, com valor de investimento em torno de R$10 milhões. A obra inaugurada em no final de 2021, atende aproximadamente 90 mil habitantes da região com aumento na capacidade atual de fornecimento de energia de 100 %, correspondendo à ligação de aproximadamente 18,6 mil novas residências.

A nova Subestação Bela Vista, em São Carlos, é uma das principais obras de 2022 na região. A CPFL Paulista investirá R$ 33 milhões no empreendimento, que também terá novas redes de distribuição. Ao todo, pelo menos 30 mil clientes da companhia serão beneficiados diretamente.

Subestação Bela Vista
“Temos um plano de investimento amplo que contempla todas as cidades da nossa área de concessão. Contamos com um time competente que analisa a necessidade de cada região em encontros e conversas com o poder público”, reforça Sartori. 
Sobre a CPFL Energia. A CPFL Energia, há 109 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, transmissão, comercialização e serviços. Desde 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior empresa de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.

Focada em uma forma mais sustentável de produzir energia, tem na CPFL Renováveis uma das maiores empresas de geração da América Latina a partir de fontes alternativas, com um portfólio baseado em fontes limpas como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Em geração, é a terceira maior agente privada do País, com capacidade instalada de 4.303 MW. 

Com 14% de participação, a CPFL Energia é uma das maiores empresas no mercado de distribuição, totalizando mais de 10 milhões de clientes em 687 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 4%. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros, por meio do Instituto CPFL.