Dengue: número de casos em Ibaté é o mesmo desde junho

Em Ibaté: guardar garrafas de cabeça para baixo está entre as orientações contra o criadouro do mosquito aedes aegypti, transmissor da Dengue

Último caso confirmado da doença no município foi registrado em 19 de
junho

Apesar da situação controlada no município, a Prefeitura de Ibaté
continua realizando um trabalho constante de orientação contra o
criadouro do mosquito aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika e
Chikungunya.

Paula Salezzi Fiorani, coordenadora da Vigilância Epidemiológica,
destacou que esse trabalho tem apresentado resultados muito positivos no
controle da doença na cidade. “Eliminar criadouros ainda é a forma mais
eficaz de combater o mosquito e a população ibateense tem colaborado
muito nesse sentido”.

O último caso confirmado da doença no município foi registrado em 19 de
junho de 2020 e segundo dados da Vigilância, divulgados nesta semana,
Ibaté continua com os mesmos 24 casos da doença confirmados desde então.
Os bairros que tiveram mais casos foram Jardim Cruzado (9), Jardim
Icarai (3), São Benedito (2), Centro (2) e CDHU (2). “Outras cidades” e
os bairros Popular, Jardim América, Santa Terezinha, Jardim Menzani e
Vila Bandeirantes registraram apenas um caso cada.

O ciclo de vida do mosquito aedes aegypti é de 7 a 10 dias. Por isso, a
orientação é de que as ações contra o criadouro sejam feitas um vez por
semana e por moradores de todos os bairros, mesmo aqueles que não tenham
casos registrados.

Os principais cuidados que devem ser tomados são: manter a caixa d´água
sempre fechada, guardar garrafas de cabeça para baixo, furar  vasos e
pratos de plantas ou encher de areia até a borda, deixar as calhas
d´agua limpas de folhas, galhos e sempre desobstruídas, efetuar
tratamento adequado em piscinas com cloro, fechar com tela e adicione
sal ou água sanitária, semanalmente, em ralos e canaletas.