Depois de Airton entrar no PSL, qual será o rumo do PSB em São Carlos?

Airton agora é do PSL

Dizem que membros do Partido Socialista Brasileiro em São Carlos estão preocupados. O que será da sigla no município depois que o prefeito Airton Garcia pulou do barco e foi para o Partido Social Liberal (PSL) que elegeu Bolsonaro à presidência, mas que agora não é mais o partido do presidente?

Os comentários de bastidores dão conta de que ontem vereadores e membros do partido se reuniram numa residência para discutir a guinada de Airton. Alguns estão bastante decepcionados com a postura do prefeito e não descartariam novos rumos (essa é uma informação extraoficial que circula pelo meio político).

O PSB tem Paraná Filho (agora Secretário de Agricultura) eleito como vereador, Elton Carvalho, Chico Lôco e Daniel Lima com mandatos na Câmara. Não é uma bancada desprezível, mas será que Airton Garcia pesou isso na balança para mudar de sigla? Apenas a questão do tempo de TV e do fundo partidário são realmente fatores relevantes para fazer com que o prefeito mudasse de partido? O PSL tem bancada e entrada maior no cenário federal e isso pesou para Airton também. Hoje a TV ainda é influente na eleição, contudo a internet e a última eleição presidencial é prova disso, mostrou seu protagonismo e está comendo a TV rapidamente. Sendo assim, muito tempo na televisão não significa sucesso na eleição, vide a derrota clamorosa de Oswaldo Barba em sua tentativa de mais um mandato pelo PT em São Carlos. E tem gente no PT que ainda não acredita nisso, pode?

Sem contar, que o PSB ainda tem um quadro importantíssimo para Airton Garcia em sua gestão. Estamos falando de Nino Mengatti que é Secretário de Educação. Ao que consta, Mengatti não tem nenhum alinhamento com o ideais políticos do PSL, e ele estava cotado para ser um dos coordenadores de campanha de Airton Garcia. Como ficaria sua posição diante da mudança de partido do prefeito? Amanhã, a escola Ulysses Ferreira Picolo, no Abdelnur, será inaugurada e servirá de termômetro para sabermos como estará o humor de Mengatti depois dos últimos acontecimentos.

Ainda existe um nó que Airton terá que desatar e se chama PC do B. O partido, segundo consta, estaria disposto a entrar na base do prefeito para a eleição de 2020, mas com o PSL na jogada, isso se torna praticamente impossível.

Não podemos desprezar também o vereador Roselei. Ainda na REDE, segundo fontes, ele poderia ingressar no PSB, mas com as mudanças de Airton e companhia ele fará isso?

O PSB trucará e terá candidato próprio à Prefeitura de São Carlos? Como ficarão os vereadores na Câmara filiados ao PSB  com um prefeito que era de um partido de Centro-Esquerda (apesar do mesmo nunca fazer parte desse campo político) agora no PSL? Permanecerão na base? Airton terá forças para aglutinar esse pessoal novamente?

Essas são questões que teremos que colher as respostas nos próximos dias. Por enquanto, parece que o PSB perdeu um pouco do rumo certo que havia no governo. Aliás, é bem normal isso acontecer, afinal uma mudança do PSB para o PSL chega a ser quase surreal. Apesar de que apuramos que essa história se desenrolava desde dezembro de 2019.

A ver o que acontecerá.

Renato Chimirri