Depois de reunião com Doria, Edinho diz que Estado deve anunciar endurecimento de restrições

Edinho esteve em reunião

O prefeito de Araraquara, Edinho Silva, participou de uma reunião com os demais prefeitos do Estado e também com o governador João Doria e sinalizou que as restrições aos paulistas deverão ser ampliadas.  “Acabei de participar de uma reunião de mais de 600 prefeitos do estado de São Paulo com o governador João Doria (PSDB), secretários estaduais e integrantes do Centro de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo. A situação da pandemia é muito preocupante. Os dados apresentados mostram que a ocupação de leitos atingiu níveis acima do pico da pandemia no ano passado: são 7.415 internados em UTIs em todo o estado, contra 6.250 em julho de 2020. A média de ocupação de UTIs é de 75%, mas diversas regiões, como Araraquara, já ultrapassam 90%”, disse.

O araraquarense explicou que a preocupação se dá com a propagação do vírus e as variantes. “A circulação de novas mutações do vírus está acelerando as contaminações e aumentando as internações em todo o estado, inclusive levando pessoas jovens e saudáveis para leitos de UTI. As autoridades do estado sinalizaram que novas medidas restritivas serão anunciadas amanhã”, revelou.

Edinho voltou a falar do isolamento social que em sua cidade tem sido abaixo do espero mesmo com o lockdown severo.  “Só há uma forma de contermos a pandemia neste momento, em que a vacinação ainda está começando: é o isolamento social. É necessário cair a curva de contaminação. Fazer a gestão da pandemia e acelerar a vacinação. Não há como evitarmos o colapso total do sistema de saúde sem medidas duras de isolamento enquanto a vacina não chega para todos. Esteve comigo na reunião o vice-prefeito e secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Damiano Neto. Pelo Governo do Estado, além do governador Doria, participaram o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn; o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi; a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen; o coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, Paulo Menezes, e o coordenador executivo, João Gabbardo; a coordenadora do Plano Estadual de Imunização, Regiane de Paula; e o presidente da Associação Paulista de Municípios, Fred Guidoni, entre outras autoridades”, finalizou.