Dezoito anos sem o vereador Lucas Perroni Jr

Lucas foi um combativo vereador
Texto de Cirilo Braga

Completaram-se nesta quinta-feira, dia 25, os 18 anos da morte do ex-vereador Lucas Perroni Júnior, que dá nome à Tribuna da Imprensa instalada na Sala das Sessões da Câmara Municipal de São Carlos.

Parlamentar de trajetória ascendente e até então uma liderança de promissora carreira na política local, Lucas estava com 38 anos de idade naquele 25 de outubro de 2000.

São-carlense nascido em 26 de fevereiro de 1962, filho de Lucas Perroni e Maria José Bianchi Perroni, foi casado com a Rosana Maria Pires da Silva Perroni e teve dois filhos: Lívia e Rafael. Lucas era comerciante e tinha formação em Administração de Empresas. Iniciou a carreira política em 1988, quando disputou uma vaga no Legislativo alcançando a segunda suplência. Na gestão do prefeito Neurivaldo de Guzzi, exerceu o cargo de Chefe de Gabinete (Secretário de Governo) até o ano de 1991.

Em 1992, elegeu-se vereador com uma das mais expressivas votações de São Carlos. Reelegeu-se em 1996, tendo sido autor de projetos de implantação de programa de arborização e de massificação do esporte nos bairros.

Lucas gostava de ressaltar seus vínculos com o Colégio Diocesano, onde estudou, e com o Educandário São Carlos, do qual era cooperador juntamente com sua família.

Em 2000 concorreu na eleição majoritária como candidato a vice-prefeito. Seu prematuro falecimento consternou profundamente a população de São Carlos e região, entristecendo todos aqueles que o conheceram. Seu nome foi atribuído a uma rua localizada no bairro Jardim Ipanema, região noroeste da cidade.