Diante da ignorância do são-carlense, trabalhador desabafa: “Será que eles não perceberam que a COVID mata?”

UTIs lotadas

Depois do falecimento, aos 44 anos, de Roni Silva, ex-operador de áudio da Rádio Clube, e parceiro por anos do radialista Carlinhos Lima, muitas pessoas prestaram suas condolências nas redes sociais devido a triste notícia anunciada no final da noite de ontem, 6. Porém, um depoimento chamou a atenção.

Foi a fala de Nelsinho Pereira, conhecido ativista das redes sociais de São Carlos, e que sempre mostra a cidade em suas postagens. Nelsinho relatou sua tristeza pela morte de Roni Silva. “Hoje acordei triste, com meu coração apertado e as lágrimas escorreram pela minha face, acabei de perder um amigo, o Roni Silva,  para a COVID-19”, disse.

Nelsinho ficou indignado com o que viu ontem em alguns locais de São Carlos. “Mas o que eu vi ontem à tarde, por volta das 18h30, no trajeto do meu trabalho da Santa Felícia até minha residência na Vila Isabel  foram bares lotados, pessoas sem máscaras, se aglomerando! É difícil a população entender que a Santa Casa está abarrotada, lotada, pessoas largadas nas macas por falta de leitos, que essa doença é contagiosa e mata? Gente, se não tem o que fazer na rua então fica em casa, pelo AMOR a quem vocês amam, fiquem em casa!”