Doria anuncia novas restrições para tentar barrar a disseminação da COVID-19

Vacinação antecipada pelo governador

Na tarde desta quarta, 12, o governador João Doria anunciou medidas de restrição em decorrência do aumento dos casos de COVID-19 em SP.  A meta é impedir eventos com aglomerações, mas os setores de comércio e serviço não devem ser afetados.

Doria quer que os organizadores de eventos públicos, especialmente musicais e esportivos, reforcem medidas preventivas para evitar a disseminação da COVID.

A recomendação do Estado é que os eventos recebam 70% da capacidade total, sem contar que todos devem exigir o passaporte vacinal, isso se aplica tanto a eventos públicos, quanto os privados. Doria disse que os municípios podem encaminhar neste momento restrições mais severas se assim os prefeitos entenderem necessário.

Nesses últimos 15 dias, SP teve aumento de 58% de pessoas internadas em UTI e de 99% de pessoas nas enfermarias.  “Quando as pessoas dizem que essa variante é inofensiva e que os sintomas são todos leves, a gente tem que levar em consideração que isso é resultado da vacinação”, disse o médico João Gabbardo, coordenador do comitê científico de SP.

As máscaras deverão permanecer até o dia 31 de março em todos os ambientes, sejam abertos e fechados. O Estado de SP também quer vacinar rapidamente as crianças.

Veja as mudanças impostas por Doria:

Recomendação de restrição de 70% da capacidade em eventos, shows e atividades esportivas

Obrigação de exigência de passaporte da vacina nos mesmos eventos

Obrigação do uso de máscara até 31 de março em espaços abertos e fechados