Doria lamenta aglomeração nas praias, mas revela que SP registrou queda de casos de COVID-19

Médicos fazem treinamento no hospital de campanha para tratamento de covid-19 do Complexo Esportivo do Ibirapuera.

Pela terceira semana consecutiva, o estado de São Paulo apresentou queda no número de mortes provocadas pelo novo coronavírus. Na semana passada, que corresponde à 35ª Semana Epidemiológica (entre os dias 23 e 29 de agosto), o estado contabilizou 1.552 novas mortes pelo novo coronavírus, 60 óbitos a menos que a semana anterior, média móvel de 222 óbitos por dia. A média móvel é calculada somando o total de casos da semana e dividindo pelo número de dias.

Na semana anterior (34ª Semana Epidemiológica) foram computadas 1.612 novas mortes, uma média de 230 óbitos a cada dia. Desde maio (22ª Semana Epidemiológica, entre os dias 24 e 30 de maio), a média móvel de óbitos em São Paulo se mantém acima de 200 por dia.

Também foi registrada queda de 4% no número de novas internações na semana passada, com média móvel de 1.481 internações, abaixo da semana anterior, que contabilizou 1.550 novas internações.

Aumento de casos

O estado de São Paulo registrou um pequeno aumento no número de casos, contabilizando 52.178 novas confirmações na semana passada, uma média móvel de 7.454 infecções diárias. Na semana anterior (34ª Semana Epidemiológica], foram computados 51.714 casos, média móvel de 7.387 casos por dia.

Balanço

Segundo balanço divulgado hoje (31) pelo governo paulista, o estado contabilizou 938 novos casos por coronavírus nas últimas 24 horas, o menor número registrado há 100 dias. Com isso, o estado chega agora a 804.342 casos confirmados desde o início da pandemia. Já o total de mortes chegou a 30.014, com 36 mortes contabilizadas nas últimas 24 horas.

Do total de casos confirmados, 644.441 pessoas estão recuperadas.

Há 4.955 pessoas internadas em estado grave em todo o estado, em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus, além de 6.312 internadas em enfermarias. A taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) no estado está em 54%, enquanto na Grande São Paulo ela está em 51,3%.

O novo coronavírus chegou ontem (30) a todas as 645 cidades do estado paulista, com a confirmação do primeiro caso em Santa Mercedes.

Praias

O governador de São Paulo, João Doria, lamentou hoje (31), em entrevista coletiva, a aglomeração observada nas praias do litoral paulista durante o final de semana. Ele lamentou também o congestionamento nas rodovias do estado.

“Não temos razões para celebrar. Temos razões para nos preocupar. Os resultados positivos de São Paulo não justificam o relaxamento [das medidas]”, disse o governador. “Só teremos o fim da pandemia com a vacina”, afirmou, lembrando que as pessoas ainda devem ficar em casa o máximo possível, tomando todas as medidas de precaução e evitando aglomerações.