Edson Ferraz e Roselei: São Carlos e o governo estão no divã

Ferraz esteve em emissora de rádio

A entrevista de Edson Ferraz, vice-prefeito de São Carlos e Roselei Françoso, presidente da Câmara Municipal, ambos do MDB, para a Jovem Pan evidenciou um fator: o governo municipal precisa se alinhar melhor politicamente se quiser fazer a cidade crescer e prosperar. Os dois deram mostras de que anda faltando diálogo entre os setores e a coligação de partidos que venceu o pleito municipal em São Carlos e com isso quem está perdendo é o município e por consequência a população.

Já diz a própria língua portuguesa, uma coligação (partidária) significa: associação, liga ou aliança de várias entidades ou pessoas para um fim comum. Neste caso, quando uma coligação vence uma eleição a ideia é fazer com que “bem comum” prospere na cidade. Então, do que ouvimos de Ferraz e Roselei na emissora de rádio podemos tirar o seguinte: apenas um bloco não pode governar, todos deveriam ser unidos para tocar os projetos em benefício de São Carlos. Não se pode deixar qualquer partido ter mais protagonismo na cidade do que o prefeito que foi eleito e isso vale também para o MDB, partido do vice e do presidente da Câmara. Ninguém é maior que São Carlos, inclusive qualquer partido. Não preciso fazer média com nenhum espectro político para dizer que este atual mandato de Airton Garcia é muito inferior ao seu primeiro, cabe aqueles que estão na Prefeitura tomando decisões explicar porque houve esta queda de “qualidade” no ritmo do governo municipal.

É bom comparar sempre um governo com um formigueiro, onde todos tem sua função e fazem seu trabalho em todo o tempo. Se uma formiga operária quer aparecer mais que a outra, o ritmo da comunidade fica prejudicado, por isso, os protagonistas deste novo mandato de Airton Garcia não podem ficar a todo tempo se desentendendo politicamente, se faz necessário uma união em prol de São Carlos, da comunidade. É preciso acabar com a falta de água, com os buracos nas ruas, melhorar a estrutura precária das unidades de saúde, limpar melhor as praças, cuidar do trânsito com mais inteligência, acertar o transporte público, buscar melhorias na área habitacional, ambiental e fazer um trabalho mais eficiente no combate à pandemia de COVID-19.

Como vimos, serviço não falta, há tempo de melhorar o trabalho deste mandato na Prefeitura. Há possibilidades de união política em prol do município, basta os atores que foram eleitos deixaram suas respectivas vaidades em casa e passarem a trabalhar em conjunto. É São Carlos que está em jogo, não estamos falando do botequim da esquina.

Renato Chimirri