Em live, Júlio Cesar responde perguntas de eleitores

Munícipe faz pergunta

Os convidados da live do Júlio Cesar 22 – Juntos e Conectados, deste último domingo (18), foram os eleitores. O candidato a prefeito de São Carlos, pelo Partido Liberal (PL), acompanhando de sua vice-prefeita Maria Aires, respondeu às perguntas da população por meio de uma ação promovida por diversos bairros e pontos da cidade.

Durante uma semana, um púlpito foi colocado em locais importantes de São Carlos, para que as pessoas pudessem fazer a sua pergunta sobre o que poderia ser melhorado na cidade. Após a ação, as perguntas foram respondidas na live por Júlio Cesar. “Um dos pilares de nossa campanha é envolver a população para que tenhamos uma gestão participativa. Não há ninguém melhor do que o povo para apontar as dificuldades”, explicou o candidato.

Dentre as perguntas, estava a da dona Maria Alves, que está esperando uma cirurgia na vesícula. “Quando preciso de atendimento na UPA (Unidade de Pronto Socorro), apenas me receitam remédios e me mandam para a casa. Estou há anos na fila de espera é um sofrimento cada ano que passa”, disse a eleitora. 

Em resposta, Júlio Cesar, disse que vai investir o dinheiro público com responsabilidade e não construindo mais postos de saúde, mas sim colocando mais médicos. “São Carlos já tem prédios o suficiente, o que falta é uma gestão eficiente. Não é possível o cidadão procurar atendimento e não ter um especialista atendendo. As unidades de saúde precisam funcionar e para isso vamos investir em contratações e oferecer todo o suporte necessário aos profissionais da saúde”, respondeu.

Assim como ela, José Tadeu, também relatou que está há anos na fila de espera da cirurgia eletiva. “Estou há 4 anos esperando por uma cirurgia com um otorrino, preciso muito desse atendimento”, revelou Tadeu. 

Em resposta, Júlio Cesar, reafirmou a necessidade de trabalhar com responsabilidade e se colocando no lugar das pessoas. “Precisamos ouvir e cuidar dos são-carlenses e eu me coloco no lugar desses cidadãos. Como é difícil voltar para a casa com dores, ter a saúde piorando ano após ano”.

Também com perguntas na área da saúde, a eleitora Elisabete Antonio, perguntou qual a proposta do candidato para que não falte remédios nos postos de saúde. “Nós temos em nosso governo uma lei de minha autoria que é o Remédio em Casa, que foi aprovado em 2017 e até hoje não foi implantado da forma que deveria. Vamos resgatar essa importante lei e garantir que a pessoa receba em casa o seu medicamento. Essa é uma das ações para fazer com que as pessoas tenham acesso aos medicamentos”, reforçou o candidato.

Fonte: Assessoria do candidato