Empresa teria demitido 50 e colocado 200 trabalhadores em férias coletivas na região

Tigre: apreensão em Rio Claro

Localizada em Rio Claro, a Tubos e Conexões Tigre teria demitido na sexta, dia 8, 50 funcionários e colocado em férias coletivas 200 trabalhadores. O sindicato da categoria afirma que está negociando com a empresa. Contudo, na tarde desta segunda, 10, o Jornal da Cidade de Rio Claro informou que a empresa nem confirmou, mas também não negou a demissão dos 50 colaboradores. Segundo publicou o periódico rio-clarense, a empresa está de olho no mercado, mas não deixou claro se as demissões ocorreram. Nos últimos meses, a Tigre demitiu 60 trabalhadores, fora esses 50 que poderiam ter sido desligados da empresa.

Segundo o portal da companhia, essa unidade é a maior planta fabril de transformação de PVC do mundo e corresponde por 14% do total de impostos arrecadados no município.

Hoje, o Grupo Tigre tem 11 unidades fabris no Brasil e 12 no exterior, exportando para 27 países e com 7 mil colaboradores em suas plantas. A empresa é uma das mais internacionalizadas do Brasil segundo o ranking da Fundação Dom Cabral. Está presente em 92 mil pontos de vendas espalhados por todo o país.

Em nota ao Diário de Rio Claro a empresa se manifestou: “O Grupo Tigre confirma que, em razão da queda no volume de produção, 60 colaboradores da fábrica de Rio Claro foram desligados nos últimos meses. A companhia informa, ainda, que serão concedidos dez dias de férias coletivas para 200 colaboradores da unidade no final do mês de março”.