Empresas fazem doação de cestas básicas à Prefeitura de São Carlos

Entrega de cestas

As cestas serão distribuídas para famílias em vulnerabilidade social cadastradas nos CRAS

A Prefeitura de São Carlos recebeu nesta quarta-feira (05/05), por meio da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, 750 cestas básicas doadas pelas empresas São Carlos Ambiental e Suzantur para serem distribuídas às famílias que neste momento passam insegurança alimentar devido a pandemia da COVID-19.


A empresa São Carlos Ambiental repassou 500 cestas nesta quarta e no dia 7 de maio entrega uma outra remessa com mais 500. A empresa Suzantur entregou 250 cestas e nos próximos dias também vai fazer a doação de outras 250 com produtos alimentícios.


Glaziela Solfa Marques, secretária de Cidadania e Assistência Social, agradeceu as empresas pelas doações. “Desta forma podemos atender mais famílias em situação de vulnerabilidade. Lembramos que o município também faz o atendimento às famílias carentes o ano todo. Antes da pandemia eram repassadas de 350 a 400 cestas básicas por mês, hoje são mais de 1.600 famílias atendidas pela Prefeitura de São Carlos”, revela a secretária.


Para o vice-prefeito essa união da iniciativa privada e o poder público é importantíssimo neste momento de crise pelo qual todo o país passa. “Todos juntos podemos muito mais para o cuidado às pessoas que estão em situação de vulnerabilidade na cidade. Essas cestas básicas doadas pela São Carlos Ambiental e pela Suzantur irão auxiliar o trabalho da Prefeitura, no alcance cada vez maior de quem mais precisa”, disse Edson Ferraz, agradecendo a colaboração das empresas.


“Estamos passando por um momento crítico em virtude da pandemia. Com a perda de renda muitas famílias não conseguem colocar alimentos básicos na mesa para seus filhos, portanto essas doações ajudam muitas pessoas. O poder público faz a sua parte, mas nesse momento toda a ajuda é bem-vinda”, disse o prefeito de São Carlos, Airton Garcia.


As cestas serão entregues para famílias já acompanhadas pela política de assistência social da Secretaria de Cidadania, por meio dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) dos bairros e grupos específicos que tem sido acompanhados devido ao contexto social decorrente da pandemia do novo coronavírus.