Entidades dizem que não pretendem paralisar o transporte coletivo no dia da Greve Geral em São Carlos

Greve: movimento marcado para o dia 14/Foto: Rogério Gianlorenzo/ Bonde Notícia

NOTA DAS ORGANIZAÇÕES DA GREVE GERAL SOBRE O  TRANSPORTE COLETIVO DE SÃO CARLOS

As entidades e organizações que estão construindo a Greve Geral no próximo dia 14 de junho, em São Carlos, desmentem a informação de que pretendem paralisar o transporte coletivo da cidade, realizar piquetes e até mesmo dormir em frente a empresa a Suzantur, como foi divulgado pela imprensa.

O Sindicato que representa a categoria de trabalhadores no transporte realizará amanhã (13) uma assembleia, onde será colocada em votação a proposta de paralisação, e esses decidirão aderir ou não ao movimento. Essa é uma decisão única e soberana dos trabalhadores, e não de nenhuma organização. Respeitamos e acatamos o encaminhamento das assembleias de trabalhadores.

A greve acontecerá em todo o Brasil. Trabalhadoras e trabalhadores de diversas categorias irão cruzar os braços contra a reforma da Previdência, em defesa da educação e por mais empregos. Além de não apresentar ao país uma proposta de retomada do crescimento econômico com geração de emprego e distribuição de renda, o governo Bolsonaro quer jogar a conta da crise nas costas dos trabalhadores e acabar com o direito à aposentadoria de milhões de brasileiras e brasileiros.

Em São Carlos a mobilização ganhou, até o momento, a adesão de trabalhadores metalúrgicos; químicos; servidores públicos municipais, estaduais e federais; trabalhadores do Judiciário; estudantes na UFSCar e USP; entre outras categorias que estão aprovando a paralisação em assembleias.

A mobilização terá dois pontos principais de concentração, sendo no Terminal Rodoviário e na Praça Itália, às 9h, com caminhada até a Praça do Mercado Municipal.

Fonte: Movimentos Organizadores da Greve Geral