Erick Silva questiona contrato de R$ 890 mil da Prefeitura com a FGV; Administração responde

Candidato questiona Prefeitura

O Diário Oficial do município publicou no dia 17/10 o extrato do contrato entre a Prefeitura e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) para a elaboração do Plano de Mobilidade que, por força de lei, deve ser elaborado até abril de 2022.

De acordo com Erick Silva, candidato a prefeito do Partido dos Trabalhadores, é absolutamente lamentável que a USP e a UFSCar, que têm capacidade técnica para elaborar o plano de mobilidade urbana, tenham sido ignoradas nesse processo. “Por que agora, às vésperas da eleição? Por que a FGV que fica em São Paulo, em vez da USP ou da UFSCar que ficam na cidade e têm departamentos especializados na área?”, questiona.

Na avaliação de Erick esse trabalho poderia ser realizado com as equipes que há na cidade, sendo que algumas delas inclusive participaram da última pesquisa Origem e Destino feita em São Carlos. Segundo ele, uma contratação de pessoal da cidade significaria que uma parte desse valor ficaria aqui, estimulando a economia, em vez de ser enviado para fora do município.

“A Fundação Getúlio Vargas foi contratada e nem tem curso nessa área, ou seja, vai terceirizar o trabalho especializado. O argumento de que a USP teria rejeitado o projeto é estranho, pois o Instituto de Arquitetura e Urbanismo não foi consultado. Um plano de mobilidade urbana não é apenas uma questão de transporte, é de urbanismo e de engenharia urbana. A UFSCar não foi consultada, quando tem inclusive um mestrado em engenharia urbana”, destaca Erick.

O candidato a prefeito enfatiza que sua campanha tem focado em mostrar o imenso potencial de produção de conhecimento que São Carlos possui, insistindo que o futuro da cidade passa por uma aproximação das universidades e institutos de pesquisa daqui com a administração municipal. “Infelizmente vemos o atual governo desperdiçar uma oportunidade como essa, fazendo uma contração desse porte com uma instituição de fora. É de lamentar muito. Tiveram quatro anos para isso e resolvem fazer esse contrato a menos de um mês das eleições”.

O outro lado

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de São Carlos para ouvir sua versão sobre os questionamentos do candidato Erick Silva e obteve a seguinte resposta:

De acordo com a Prefeitura a FGV foi a que apresentou melhor preço/projeto. ´Também foram consultadas e apresentaram cotação no processo a FIPAI, FIPE e FIA ( (Fundação Instituto de Administração). Todas etapas do processo foram informadas ao MP (Ministério Público).

Com informações da assessoria do candidato e da Prefeitura Municipal de São Carlos