Estado de SP autoriza gestantes que tomaram 1ª dose da vacina AstraZeneca que tomem 2ª dose da Pfizer

O governo do Estado autorizou nesta quarta, 21, que as gestantes e puérperas que tomaram a primeira dose de vacina contra a COVID da Fiocruz/Astrazeneca possam tomar a segunda dose do laboratório Pfizer. Isso passa a valer a partir de sexta, 23. O estado seguia orientação do Ministério da Saúde de que grávidas e puérperas completassem o ciclo vacinal 45 dias após o parto.

Segundo Regiane de Paula, coordenadora do programa estadual de imunização, são pelo menos 9 mil grávidas que tomaram a primeira dose com Astrazeneca e agora elas devem procurar os postos e tomar a 2ª dose com a Pfizer.

A vacinação com Astrazeneca foi suspensa em maio depois de recomendação da ANVISA em função de uma reação adversa que poderia ocorrer nas gestantes. Por isso, a orientação é de que as gestantes e puérperas recebam CoronaVac ou Pfizer na primeira dose e não a vacina Fiocruz/Astrazeneca.