Falta de equipamentos e funcionários prejudica Secretaria de Serviços Públicos

Fogo em Ecoponto no Parque Delta

Serviços de limpeza, iluminação pública, resíduos sólidos. Manutenção das áreas verdes e estradas vicinais, parques e jardins; defesa e controle animal, cemitérios, o Horto; o Parque Ecológico; e o Canil Municipal são serviços de responsabilidade da Secretaria de Serviços Públicos. No PrefAOVIVO desta quarta-feira (20), o secretário de Serviços Públicos, Mariel Olmo, falou sobre “Zeladoria: Ações e Investimentos”.

O secretário respondeu os questionamentos dos jornalistas, radialistas e também da população que participou pelo facebook. Na abertura da entrevista, o secretário explicou a estrutura de trabalho e de equipamentos e máquinas dos Serviços Públicos.

“Temos cerca de 200 funcionários para cuidar da cidade inteira. Nossos equipamentos estão sucateados e os gastos com a manutenção em 2018 foram de aproximadamente R$ 829.894,89. Estamos contratando por meio de licitações alguns serviços para manter a cidade em ordem. Além disso, temos um financiamento de R$ 4 milhões em andamento para a troca das máquinas e equipamentos. Isso trará maior eficiência ao serviço, vai diminuir nossos custos e uma prestação de serviços públicos de maior qualidade e efetividade aos munícipes”, disse Mariel Olmo.

Hoje, a Secretaria de Serviços Públicos cuida de 180 praças, parques e jardins, centenas de áreas públicas não ocupadas, imóveis particulares não conservados, conservação de guias, sarjetas, pavimento e galerias de águas pluviais, nas vias públicas; nas estradas rurais do município; a iluminação das vias e praças públicas; e o recolhimento e tratamento de animais em risco.

“A cidade foi dividida em 12 setores. Estamos trabalhando no segundo setor, além de atender as demandas da população com a mão de obras dos reeducandos. Vamos atender todas as regiões da cidade, dentro de um cronograma e planejamento. Cinquenta praças já foram limpas”, contou Mariel.

Sobre os cemitérios, o secretário explicou que depois de concluir um grande mutirão, a empresa terceirizada assumiu esse trabalho. “Hoje, a empresa terceirizada assumiu a limpeza dos cemitérios. Temos uma equipe permanente de limpeza nos cemitérios e vamos ter um controle diário desse trabalho”.

Questionado sobre os ecopontos, Mariel explicou que neste momento não é possível fechar os locais. “A população precisa ter um local para descarte de móveis e entulhos em pequenas quantidades. Estamos trabalhando para reorganizar os ecopontos e fazer funcionar de maneira adequada. Paralelo a essa reforma e reorganização, vamos implantar o Programa de Resíduos Sólidos para atender toda uma cadeia e implantar a Lei de Logística Reversa”, disse.

A iluminação pública também foi tema da coletiva. “A iluminação pública é um serviço extremamente importante. Fizemos um levantamento e São Carlos tem 30.841 pontos de iluminação pública nas ruas, avenidas, passagens de servidão, vicinais, etc. Estima-se que 6.394 lâmpadas permanecem acesas durante o dia, 2.643 lâmpadas estão apagadas/queimadas, ou seja, sem funcionamento durante o período noturno, 1.548 luminárias estão em mau estado de conservação com refrator sujo, juntas de vedação ou fecho inoperante e aproximadamente 767 postes de iluminação sem equipamento instalado”, contabilizou.

Para modernizar essa área, a Secretaria também fará um financiamento. “Nossa proposta é investir nessa área elevando a eficiência, diminuindo custos com operação, manutenção e consumo e melhorar a cidadania dos munícipes, com a participação deles nos espaços público”, falou.

Em relação, ao programa de tapa-buraco, o secretário explicou que o serviço é paliativo. “Estamos todos os dias com equipes nas ruas fazendo tapa-buraco. É paliativo, o asfalto é muito velho e o prefeito Airton Garcia está buscando recursos para recapear as vias da cidade”.

A entrevista completa pode ser assistida no link https://www.facebook.com/prefeiturasaocarlos/videos/1027944130727980/.