Família de Mário de Andrade, artistas e personalidades prestigiam criação de Instituto em São Carlos

Sobrinho de Mário de Andrade, Carlos Augusto de Andrade Camargo, registrou o apoio da família ao IMA / Contribuinte da Cultura, durante evento online de lançamento do Instituto em São Carlos

Instituto Mário de Andrade (IMA), que passa a fazer a gestão do projeto Contribuinte da Cultura, recebe apoio das Universidades USP e UFSCar, do Sesc, do poder público e de artistas locais e nacionais. “Vida longa ao IMA!”

O Instituto Mário de Andrade (IMA) em São Carlos, entidade sem fins lucrativos criada para fazer a gestão administrativa e operacional do já conhecido projeto Contribuinte da Cultura, tem recebido importantes apoios. Após quase duas décadas atuando como Projeto de Extensão da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), o projeto ganhou projeção nacional e internacional com o Festival de Música Instrumental ChorandoSemParar, realizado em São Carlos e considerado o maior encontro de instrumentistas brasileiros e estrangeiros tocando Choro e gêneros afins.                                                                                

O IMA/Contribuinte da Cultura foi lançado no dia 16 de agosto em evento online pelo Youtube, disponível na íntegra no canal “Contribuinte da Cultura”, com a participação e manifestações de apoio de representantes da USP e UFSCar, do Sesc, da Prefeitura de São Carlos e de artistas locais e nacionais.

O evento foi transmitido ao vivo direto do auditório do Instituto de Arquitetura e Urbanismo da USP, no campus I em São Carlos, com a presença da idealizadora do Contribuinte da Cultura e presidente do IMA, Fátima Camargo, da vice-presidente do Instituto, Mirlene Fátima Simões, que também está à frente do Instituto Angelim e do presidente do Grupo Coordenador de Cultura e Extensão da USP São Carlos, o Prof. David Sperling.

A expressão “Vida longa ao IMA!”  foi recorrente durante o encontro, que foi prestigiado pelo diretor da FAI UFSCar, antiga gestora do Contribuinte da Cultura, Prof. Targino de Araújo Filho e pela reitora da Universidade, Profª. Ana Beatriz de Oliveira, que reforçaram a continuidade da parceria com o projeto. “Reconhecemos a importância da autonomia plena do Contribuinte da Cultura para que as atividades sigam acontecendo. É um orgulho muito grande para a UFSCar ter feito parte da história deste trabalho tão importante e tão inovador e temos muito prazer em continuar fazendo parte dele”, destacou a reitora Ana Beatriz de Oliveira.

O Diretor do Sesc no Estado de São Paulo,  Prof. Danilo Santos de Miranda,  enfatizou a credibilidade do IMA. “Para nós do Sesc é importante registrar que somos uma instituição parceira e que esta é uma oportunidade que temos de nos associarmos a uma instituição muito bem intencionada, que é o caso do Instituto Mário de Andrade”.

Carlos Alberto Caromano, diretor de Arte e Cultura da Prefeitura Municipal de São Carlos, também destacou a importância do trabalho para a cultura da cidade e o apoio da Prefeitura ao IMA, assim como Marcelo Tupinambá Leandro, coordenador de Programação Cultural do Museu Casa Mário de Andrade de São Paulo e Cristiane Olivieri, representante da Olivieri Associados e do Hub Cultural São Paulo.

Família Mário de Andrade e artistas

Durante o encontro, Mário de Andrade foi enaltecido como um dos mais importantes nomes no cenário cultural brasileiro e como referência no mundo artístico, intelectual, acadêmico, musical e em gestão cultural. Também foi lembrada a proximidade das comemorações dos 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922, que teve o patrono do IMA como um dos principais personagens, efeméride que contará com uma programação especial que já começou a ser preparada pelo Instituto.

Um dos momentos de maior comoção do evento foi a participação do sobrinho de Mário de Andrade, Carlos Augusto de Andrade Camargo, que falou sobre a trajetória do tio e registrou o apoio da família ao IMA. “Fiquei encantado com o Projeto Contribuinte da Cultura e com o ChorandoSemParar, onde se reúne a obra de compositores clássicos e populares, apresentada por vários instrumentistas, que tocam por horas para uma platéia heterogênea, todos fascinados pela música brasileira. Creio que era isto que Mário de Andrade queria fazer: levar a cultura ao povo e juntar os artistas irmanados em um único objetivo que é o de fazer a música brasileira. Este é um admirável trabalho cultural. Parabéns!”.

Apresentações e a presença de artistas coroaram o evento. O flautista Toninho Carrasqueira executou a obra “Ária das Bachianas Brasileiras 6”, de Heitor Villa-Lobos e o ator Pascoal da Conceição interpretou Mário de Andrade declamando trechos do poema “A Meditação sobre o Tietê” e de seu discurso “Oração de Paraninfo”.

Os compositores e músicos multi-instrumentistas Arismar do Espírito Santo, de São Paulo, e Felipe Côrtes, de São Carlos, também deixaram suas saudações ao IMA.

O lançamento do IMA pode ser acessado pelo canal “Contribuinte da Cultura” no Youtube. Os 30 minutos iniciais do vídeo foram programados para recepção com a apresentação das logomarcas do Instituto, a programação da noite e uma seleção musical inspirada em Mário de Andrade.  Aos 31:14”,  a vinheta “Doideca” abre o evento.                                                                                                                                              

Sobre o IMA / Contribuinte da Cultura

O Instituto Mário de Andrade (IMA) em São Carlos, SP, é uma entidade sem fins lucrativos criada em agosto de 2021 para cumprir a função de gestora do Projeto Contribuinte da Cultura, que desde 1999 atuava como Projeto de Extensão da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Em mais de 20 anos de atividades, o Contribuinte da Cultura realizou, em média, um evento por semana. Entre suas realizações está o Festival de Música Instrumental ChorandoSemParar, realizado em São Carlos e aclamado pela crítica especializada como o maior encontro de instrumentistas brasileiros e estrangeiros em homenagem ao Choro Brasileiro e gêneros afins. Outro destaque é o projeto Viva Dalva!, espetáculo em homenagem à cantora Dalva de Oliveira, que entre 2007 e 2011 fez apresentações na capital e em diversas cidades do interior paulista.

Na área de arte educação, em 2009 o Contribuinte da Cultura foi contemplado por meio de edital do Ministério da Cultura e da Secretaria de Estado da Cultura, o que tornou possível um programa de atividades educativas que atingiu cerca de 10 mil crianças de escolas públicas.

A elaboração do estatuto do IMA teve início em 2019 motivada pela necessidade de um gestor especialmente projetado para atender às demandas do Projeto Contribuinte da Cultura, buscando novas tecnologias, maior agilidade nos processos burocráticos e também buscando criar alternativas e perspectivas para ampliar e fortalecer a sua produção cultural.

A idealizadora do projeto, Fátima Camargo é a presidente do IMA e conta, na vice-presidência do Instituto, com a atuação de Mirlene Fátima Simões, também presidente do Instituto Angelim.