Força-Tarefa interdita “Festa dos Solteiros” no Varjão

Fiscalização esteve no local

A Força-Tarefa de São Carlos, formada por representantes da Guarda Municipal, Polícia Militar, Departamento de Fiscalização, Procon e Vigilância Sanitária, interditou no final da noite desta sexta-feira (12/06) uma festa que estava sendo realizada em uma chácara do Varjão com a participação de 200 pessoas.

O evento, intitulado “Festa dos Solteiros”, foi divulgado nas redes sociais e estava programado para acontecer nos dias 12 e 13 de junho. A Guarda Municipal fez uma investigação e descobriu que a festa seria realizada em uma chácara na rua Professor Francisco Alves.

Os fiscais Nathan Alves, Ana Paula, Mário Alberto e Felipe Fernandes do Departamento de Fiscalização da Prefeitura e o fiscal Fabrício Martelli da Vigilância Sanitária foram até o local e constataram que a festa estava sendo realizada com a cobrança de ingressos e sem Alvará de Licença, já que a Prefeitura de São Carlos não emite mais autorização para eventos desde 20 de março em virtude das medidas para conter a disseminação do novo coronavírus (COVID-19).

Os policias militares e guardas municipais verificaram a presença de muitos menores de 18 anos no local. O Conselho Tutelar foi acionado e os menores foram entregues aos seus pais e responsáveis.

A “Festa dos Solteiros” foi interditada, o responsável foi identificado e conduzido ao Plantão Policial, onde foi lavrado Boletim de Ocorrência de crime contra a saúde pública. Todo procedimento será encaminhado ao Ministério Público.

O diretor de Fiscalização, Rodolfo Tibério Penela, informou que pelo Plano São Paulo, na Fase Laranja, onde o município está inserido, não é permitida a realização de qualquer tipo de evento. “Os responsáveis serão multados e poderão responder civil e criminalmente pela a realização dessa atividade não permitida nesse momento”.

O secretário de Segurança Pública, Samir Gardini, afirmou que no momento não é possível aglomeração, portanto a organização de festas está proibida. “A situação exige cuidado, já que a doença matou 7 são-carlenses e infectou mais de 280 pessoas. Os pais precisam orientar seus filhos para que não participem de eventos neste momento”, ressaltou Gardini.

Fonte: Prefeitura de São Carlos