Ginásio Milton Olaio funcionará como “Covidário”

Ginásio será Covidário

Estrutura deve funcionar em 30 dias

A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, anunciou nesta terça-feira (21/07) que será montada uma unidade especial de saúde, a partir do próximo mês, no Ginásio Milton Olaio Filho para receber pacientes com síndrome gripal. Será uma espécie de covidário, local reservado para a recepção de pacientes com sintomas de COVID-19.

O Ginásio também já recebeu infraestrutura para funcionar como um hospital de campanha, caso seja necessário novos leitos de enfermaria na cidade. O Milton Olaio Filho tem capacidade para até 120 leitos de enfermaria, portanto de baixa e média complexidade, porém até o momento nenhum foi montado já que a Santa Casa possui 24 leitos e o Hospital Universitário 44 leitos de enfermaria/SUS.

Assim que a unidade do Ginásio Milton Olaio estiver atendendo, todos os pacientes que procurarem as demais unidades de saúde com sintomas leves e moderados de síndrome gripal serão referenciados para o Ginásio Milton Olaio Filho, local onde passarão por consulta médica e se necessário por testes para comprovar a presença do vírus no organismo. Os casos graves com indicação de internação serão enviados para Santa Casa ou Hospital Universitário. Quem for direto a unidade do Milton Olaio também será atendido.
A medida foi tomada, entre outros motivos, para que os casos de baixa complexidade não lotem o Serviço de Urgência da Santa Casa e das Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s). “Na reunião que tivemos com a Santa Casa ficou definido que o referenciamento do hospital não será efetivado neste momento. Por outro lado nos comprometemos a fortalecer a atenção básica, por isso optamos em fazer o atendimento de síndrome gripal em um único local”, explica o secretário de Saúde, Marcos Palermo.

Esse redirecionamento no atendimento para pacientes com suspeita de coronavírus vai possibilitar a instalação de novos leitos de UTI/SUS na Santa Casa. “No total serão instalados 14 novos leitos dos 16 previstos, 2 já entraram em funcionamento devido ao aumento do índice de internação. Hoje estamos com 10 leitos no Hospital Universitário e 10 na Santa Casa, mas a ideia é que mais 14 leitos sejam montados na Santa Casa. Estamos dependendo do termo aditivo e do crédito do Ministério da Saúde”, afirma Palermo que garantiu que as UPA’s também estão sendo fortalecidas.

A contratação dos profissionais (médicos, enfermeiros, auxiliares) para atender na nova unidade será por meio de uma empresa da área de saúde contatada desde o início da pandemia pela Secretaria de Saúde, porém que os serviços serão utilizados somente agora. Serão montadas salas de medicação, estabilização, consultórios e para recepção dos pacientes. Todos os custos já estão sendo orçados pela pasta. “Essas mudanças são necessárias para não atender em um mesmo espaço, pacientes com suspeita de COVID-19, e aqueles que procuram as unidades por outras doenças”, finaliza o secretário de Saúde.
A previsão é de que a unidade do Ginásio Milton Olaio Filho inicie os atendimentos em 30 dias, já que é necessária a montagem dos mobiliários, aquisição de insumos e equipamentos de proteção para dar início aos trabalhos. Até o início das atividades os casos de síndrome gripal continuam sendo atendidos nas unidades básicas e de pronto atendimento.