Greve: Rodovias da região ainda não registram paralisação de caminhoneiros

Sem paralisação por enquanto

Informação passada pela concessionária Eixo SP indica que na manhã desta segunda, 1 de fevereiro, ainda não há registro de pontos de greve com caminhoneiros na região onde a empresa cuida das rodovias, o que inclui a Washington Luís até a entrada sul de São Carlos e também a SP 225, rodovia Paulo Nilo Romano que liga a cidade com municípios como Itirapina, Jaú e outras estradas da região.

A greve nacional está marcada para começar nesta segunda e há uma série de pedidos feitos pela categoria. Uma das orientações no ofício assinado pelo Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas é que os trabalhadores fiquem parados em casa por causa da pandemia de COVID-19 (No final do texto você pode ler o ofício na íntegra).

Hoje, os caminhoneiros discordam da alta do preço de combustíveis e são contra a política da Petrobras, baseada na paridade com os preços internacionais, que tem gerado aumentos frequentes dos combustíveis e encarecido o trabalho dos mesmos.

Eles também criticam o baixo preço dos fretes, além do não cumprimento de legislação que prevê o piso mínimo de fretes. Essa medida tem sua legalidade sob análise do STF (Supremo Tribunal Federal).

Mais um ponto que os caminhoneiros pedem mudanças está na BR do Mar, no que diz respeito ao marco regulatório do transporte marítimo. Essa legislação incentiva a navegação por cabotagem, ou seja, entre os portos do país. Eles também reivindicam condições de trabalho melhores para a categoria, incluindo alterações nas regras de jornada e aposentadoria especial.

Foto: CNTA