Há 103 anos, morria Padre com fama de milagreiro em São Carlos

Por Cirilo Braga

Em 14 de junho de 1919, falecia aos 35 anos, vítima da gripe espanhola, o Padre José Teixeira da Silva. Paranaense de Lapa e estimadíssimo pela população de São Carlos, Padre Teixeira ordenou-se em 1906 em Curitiba. Foi secretário do bispo da região antes de ser designado vigário de Taquaritinga e em seguida, em 1915, cura da Catedral de São Carlos.

O jovem padre ajudou na reforma do prédio da Catedral em 1918 e se destacou na assistência aos atingidos pela epidemia de gripe espanhola. Após sua morte ganhou devotos que relatam ter alcançado graças sob sua intercessão. Durante o bispado de D.Constantino Amstalden (1971-1995) foi iniciado junto à Santa Sé o processo de Santificação do religioso, que em São Carlos dá nome à antiga Estrada da Babilônia (atual Rua Padre Teixeira).

A sepultura de Padre Teixeira, no Cemitério Nossa Senhora do Carmo, desabou no passado e a Diocese de São Carlos informou, por meio da assessoria de comunicação, que está providenciando sua reconstrução.(Fotos: Fundação Pró Memória de São Carlos).