Ibaté faz balanço da vacinação contra a Covid-19

Município recebeu 280 doses da CoronaVac e 190 doses da vacina de
Oxford/AstraZeneca. 368 profissionais de saúde já foram vacinados

A Prefeitura de Ibaté, por meio da Vigilância Epidemiológica da
Secretaria Municipal de Saúde, divulgou nesta segunda-feira (1º) o
balanço da primeira etapa de vacinação contra a Covid-19 no município.
Em Ibaté, a vacinação começou no dia 21 de janeiro, poucas horas depois
da cidade receber as primeiras 280 doses da CoronaVac, com a imunização 
de todos os  profissionais que atuam na linha de frente de atendimento
da doença no Hospital e Maternidade Municipal, serviço de ambulância e
na sequência a vacinação de funcionários das Unidades Básicas de Saúde
(UBSs), de Programa Saúde da Família (PSFs), Ambulatório Médico e
Vigilâncias.


No dia 27 de janeiro, Ibaté recebeu mais 190 doses da vacina de
Oxford/AstraZeneca para dar continuidade ao plano de imunização dos
profissionais de saúde descritos no Documento Técnico do CVE do Estado
de São Paulo.


Em balanço divulgado nesta segunda-feira (1º), a Vigilância
Epidemiológica de Ibaté informou que ainda restam 102 doses e que
continuará a vacinação nos próximos dias, conforme orientação do
Documento  Técnico.


Dados
Segundo relatório semanal da situação da Covid-19 em Ibaté, divulgado
pela Vigilância Epidemiológica e pelo Gabinete de Prevenção e
Monitoramento do Coronavírus, até o último sábado (30/1), o município
registrava 26 casos ativos da doença, o que representa 2,11%. Dos 1.234
casos positivos, 1199 já estavam recuperados, ou seja, 97,16%.
Até o fechamento desse Boletim, o município havia registrado nove mortes
por Covid-19. Com isso, a Taxa de Letalidade  (relação entre o número de
óbitos e o número de casos diagnosticados) era de 0,73% em Ibaté. Depois
disso, mais três óbitos foram confirmados.


A Vigilância Epidemiológica e o Gabinete de Prevenção e Monitoramento do
Coronavírus de Ibaté alertam que, neste momento, as medidas sanitárias
devem ser mantidas e intensificadas, com o uso de máscaras de proteção
facial, uso de álcool em gel para higienização das mãos e evitando
aglomerações.