ICMC recebe inscrições para curso que ensina idosos a utilizar smartphones e tablets

Curso é prático e inovador
Os idosos que têm vontade de compreender melhor o mundo dos dispositivos móveis podem se inscrever em um curso gratuito oferecido pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. A atividade Práticas com Tablets e Celulares tem como objetivo familiarizar os idosos com seus próprios dispositivos, apresentando desde conceitos básicos até aplicativos que podem ser úteis no dia a dia.

No curso, o participante aprende, por exemplo, a realizar chamadas telefônicas, enviar mensagens, criar e gerenciar contatos, alarmes, diários, tirar fotos e fazer vídeos, enviar e-mails, brincar com jogos e até navegar nas redes sociais. Esse primeiro módulo do curso é de conhecimento básico e tem duas turmas com 15 vagas cada. Já o módulo avançado tem apenas uma turma com 15 vagas.

Para participar, é necessário ter pelo menos 60 anos e trazer seu próprio smartphone ou tablet, habilitado para navegar na internet e com sistema operacional Android. As aulas acontecem uma vez por semana, sempre às quartas-feiras, com início no dia 1º de agosto e término em 28 de novembro.

As inscrições serão realizadas presencialmente no dia 23 de julho e as vagas são limitadas. Os interessados devem trazer RG, CPF e o celular ou tablet na Seção de Apoio Acadêmico, sala 3001, do ICMC. O horário de atendimento da seção é das 9 às 12h e das 14 às 16h e as senhas começam a serem distribuídas a partir das 8h.
Neste ano, no momento de inscrição, os idosos farão uma avaliação para saber qual módulo é mais adequado para cada indivíduo. Por isso, é importante ressaltar que não é mais possível fazer a inscrição de outra pessoa.
Ensino e pesquisa – As atividades são coordenadas pelas professoras Maria da Graça Pimentel e Renata Pontin, do ICMC, que desenvolvem pesquisas na área de integração usuário-computador. “Estamos buscando entender como os idosos interagem com essas aplicações e a melhor maneira de fazer isso é estar junto com eles nesse curso”, explica Maria da Graça.
É nas atividades em sala de aula que as professoras identificam quais são as necessidades desse público e, a partir daí, podem propor técnicas e alternativas para as ferramentas que serão construídas no futuro. Maria da Graça diz, ainda, que o curso permite a ampliação do leque de problemas a serem resolvidos nos estudos realizados pelo Laboratório de Intermídia do Instituto, do qual faz parte: “Estamos levantando as dificuldades tanto do ponto de vista da coordenação motora quanto das atividades realizadas pelo idoso no seu dia a dia. Vamos atacar essas dificuldades com as nossas pesquisas”.
Outro aspecto que favorece o desenvolvimento de novos estudos é a variedade de dispositivos que os alunos trazem para a sala de aula. Isso torna as práticas em sala de aula mais desafiadoras e, para garantir que haja um atendimento personalizado, diversos estudantes de graduação e pós-graduação atuam como monitores, contribuindo para que o processo de aprendizado dos idosos seja um sucesso.
Texto: Talissa Fávero – Assessoria de Comunicação do ICMC/USP