Idosos de instituições de longa permanência são testados para COVID-19

Testes para idosos

O Rotary Clube São Carlos Norte com apoio do Departamento de Vigilância em Saúde, através do Projeto Corona Zero, desenvolvido pelos clubes Rotary do Brasil, realizou na última semana em São Carlos ações para promover a proteção de pessoas que vivem e trabalham em instituições de longa permanência para idosos (ILPIs) em relação ao novo coronavírus.

Ao todo, nesta primeira etapa, foram realizados mais de 300 testes nos abrigados e profissionais de cinco instituições: Cantinho Fraterno Dona Maria Jacinta, Bem Estar Residência Geriátrica, Bonicelli Residência Geriátrica Sênior, Pensionato para Idosos Aconchego e Nova Jerusalém. Na próxima semana o Abrigo de Idosos Helena Dornfeld também será atendido pelo Rotary.

O Departamento de Vigilância em Saúde realizou a capacitação dos enfermeiros que atuam nessas instituições com relação notificação do E-SUS e também com relação à coleta de amostra através do swab para a realização do exame de RT-PCR para diagnóstico de SARS Cov-2 (COVID 19).

“O papel do Rotary neste projeto é realizar, através de seus associados pelo Brasil, a campanha de proteção e prevenção da COVID-19 nos ILPIs, consistindo-se a ação, especialmente, no incentivo de parcerias locais com os órgãos de saúde, identificando a presença do vírus, a fim de prestar tratamento precoce para a doença e garantir o isolamento dos pacientes, através de testagem em toda a população dos asilos, residentes e funcionários, pelo método PCR. O nosso projeto busca ajudar instituições de todo o Brasil a se defender da crise do coronavírus, realizando ações de ajuda humanitária”, explica Thiago Gialorenço Cazú, do Rotary Clube São Carlos Norte.

“A Prefeitura também fez exames em idosos de instituições filantrópicas, mas esse apoio do Rotary é importantíssimo para o município, nos ajudando na questão das testagens. Os exames foram encaminhados para o Laboratório DASA de Barueri, parceiro do Rotary, que vai enviar os resultados eletronicamente para as instituições”, explica Crislaine Mestre, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde.

O Projeto Corona Zero também repassa roupas de proteção; máscaras; material de limpeza; álcool gel; material de higiene, entre outros produtos.