Jornalista relata a tristeza dos moradores de Ribeirão Bonito após tragédia que abalou a cidade

Bombeiros no local

Por Marcel Rofeal

O afogamento de quatro pessoas de uma mesma família de moradores de Ribeirão Bonito chocou a todos nós neste domingo (26). Entre as vítimas estão duas crianças, de 9 e 12 anos, o tio e o avô. A tragédia ocorreu durante uma confraternização de Natal em uma área rural a 27 quilômetros de Iturama (MG), que fica a 750 quilômetros de Belo Horizonte, na divisa entre os Estados de Minas Gerais e São Paulo.

Segundo as informações que obtive, as crianças brincavam nas águas do Rio Grande, nas imediações da Ponte de Água Vermelha, quando o menor começou a se afogar e os familiares tentaram socorrê-lo. Os irmãos Kaique, de 9 anos, e Pablo, de 12 anos, o tio deles, Gilsonei, de 33 anos e o avô, Gilson, de 60 anos, desapareceram. Desde a noite de sábado (25), mergulhadores do Corpo de Bombeiros realizam buscas na região, que fica próxima à Usina Hidrelétrica de Água Vermelha.

Mais cedo, em contato com alguns familiares das vítimas e com pessoas que acompanham os trabalhos na região, soube que um corpo foi encontrado no meio da tarde e que drones são usados para tentar localizar outras vítimas.Há pouco, a Prefeitura de Ribeirão Bonito divulgou nota informando que cancelou o show previsto para esta noite, na Praça da Matriz, em respeito às vítimas, e afirmou que presta assistência às famílias. Eu sigo acompanhando o caso à distância e reitero meus sentimentos de pesar e consternação aos familiares e amigos das vítimas neste momento. Em situações como esta, Ribeirão Bonito se une em oração, como uma só família.

Aqui a publicação: