Lista dos produtos que mais subiram de preço nos supermercados com a pandemia de Coronavírus

Batata é um dos itens

COMUNICADO PÚBLICO

Aumento de Preços – 26/03/2020

A Associação Paulista de Supermercados – APAS informa a seus consumidores em geral:

Os supermercados não definem preços de produtos.

Como o elo entre os produtores e os consumidores finais, os supermercados repassam o custo dos produtos que adquirem da indústria.

Por isso, esclarece que os recentes aumentos verificados em alguns produtos, nos últimos dias, podem ocorrer em função da variação de matérias-primas e insumos.

Em alguns casos, o supermercadista se vê entre o dilema de comprar o produto por um preço maior ou ficar sem o produto em sua loja. Mesmo comprando mais caro, o supermercado está mantendo as mesmas margens de lucro. Ou seja, segundo recomendação da APAS, não devem aumentar suas margens de lucro. Apenas repassar o aumento do custo de aquisição.

Segundo a APAS, que tem mantido entendimentos com o Governo do Estado e com o Procon, os consumidores devem realizar compras conscientes, pensando sempre na coletividade.

A APAS também está trabalhando em parceria com a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) e com a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, para evitar práticas abusivas de aumentos injustificados de preços pelos fornecedores do setor.

Os produtos que têm apresentado elevação de preços são:

– Leite: 36,4% de aumento

– Feijão: 50,3% de aumento

– Alho: 18% de aumento

– Batata: 64,5% de aumento

– Arroz: 9,8%

– Molho de tomate: 32,55

– Limão: 72,1%

– Cebola: 36,0%

 

Imagem de Christos Giakkas por Pixabay