Manifestantes protestam contra o racismo em frente o Carrefour da Avenida São Carlos

Protesto na frente do Carrefour

Várias pessoas promoveram na tarde desta sexta, 20, uma manifestação na frente da unidade do Carrefour Bairro que fica na avenida São Carlos esquina com a rua Eugênio de Andrade Egas no Tijuco Preto. Os manifestantes protestavam contra a morte de João Alberto Silveira Freitas ocorrida ontem numa unidade da rede em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. A morte aconteceu justamente na véspera do Dia da Consciência Negra que é celebrado hoje.

Em São Carlos, os manifestantes estavam com cartazes e faixas onde pediam justiça e também o fim do racismo, uma praga na sociedade brasileira e mundial. As pessoas chegaram a entrar no supermercado. Segundo o apurado, o protesto foi pacífico, os manifestantes entraram no comércio aos gritos de “Vidas Negras Importam”, balançaram suas bandeiras, mostraram seus cartazes e deixaram o local sem maiores problemas. O único momento um pouco mais tenso foi quando eles ergueram a porta do comércio que chegou a baixa-la antes do protesto e assim conseguiram entrar no local. A Polícia Militar esteve nas imediações.

As fotos do manifestantes entrando na unidade do Carrefour foram clicadas pelo repórter fotográfico, Maurício Duch, do estacionamento do supermercado e não dentro do estabelecimento.

Start

No dia de ontem, 19, dois homens brancos, incluindo um PM temporário, foram presos por agredir e matar João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, o vídeo com as agressões correu a internet e despertou indignação nas pessoas. Em nota, o grupo Carrefour chamou ato de criminoso e anunciou o rompimento do contrato com empresa que “responde pelos seguranças que cometeram a agressão”.

Fotos: Maurício Duch