Marquinho Amaral manda recado à coordenação política da Prefeitura: “Tenham juízo!”

Marquinho deu seu recado

“Essa Casa está de olho! As vezes demora para tomar atitudes, mas vamos esquecer a amizade e o carinho e tomaremos as atitudes necessárias, isso não é uma ameaça, porque não sou homem de ameaças, mas é um alerta como fiz com o governo Altomani!”

Com essas palavras, Marquinho Amaral deixou claramente seu desconforto com o governo municipal e as decisões tomadas ultimamente. Marquinho falou, provavelmente, pelo conjunto de vereadores que sustentam o prefeito Airton Garcia na Casa de Leis.

Marquinho citou que não se deve colocar para escanteio o vice-prefeito Edson Ferraz. Ele lembrou que Ferraz foi um dos articuladores da primeira vitória de Airton como prefeito e que também tem papel importante na administração.

O vereador lembrou da demissão, sem avisar, do secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Caio Braga. Ele falou que conhece Braga desde a infância e sabe da competência do arquiteto, mas que sua demissão e as sucessivas trocas de secretário nessa pasta por ano estão degringolando o trabalho nessa área.

O vereador também fez questão de dizer que é fundamental que a Prefeitura e os coordenadores políticos da administração devam ouvir as pessoas antes de demitir ou nomear alguém. Pelo recado dado, Marquinho quis dizer que a base aliada da Câmara não está sendo escutada pelo governo municipal e que os vereadores acabam sabendo de demissões e nomeações através do Diário Oficial.

Por fim, Marquinho afirmou que conhece Airton Garcia desde sua infância e juventude, mas que não poderá se calar e nem a Câmara o fará, diante daquilo que os vereadores julgarem não estar correto.

O parlamentar ainda fez um desagravo ao vereador e ex-secretário de Agricultura, Paraná Filho. “Ele estava indo bem, por que mexeram?”, perguntou.

Segundo fontes, esse foi o primeiro recado que o legislativo vai dar à coordenação política da Prefeitura. Outros devem vir.

Renato Chimirri